Novo Centro Cirúrgico de Hospital em Pirenópolis já realiza 100 cirurgias por mês

13 de novembro de 2017

Após anos de espera, o Centro Cirúrgico do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ) está em pleno funcionamento. Esta é uma vitória para toda a população de Pirenópolis e região. O Centro Cirúrgico supre as necessidades com rapidez e segurança, sem que seja necessário deslocar pacientes para Goiânia ou outras regiões.

Neste primeiro momento, o Centro Cirúrgico atende a especialidades como: cirurgia geral; obstetrícia; ortopedia; otorrinolaringologia; cirurgia pediatria e cirurgia dermatológica. A unidade passou por reformas e recebeu investimentos em instrumentos cirúrgicos, equipamentos e adequações estruturais. O novo centro cirúrgico possui duas salas cirúrgicas e de equipamentos fundamentais para a realização de cirurgias de médio porte, como ventilador mecânico, monitor cardíaco, bomba de infusão e desfibrilador.

São cirurgias eletivas, com pós-anestésico mais curto e recuperação menos complicada, em pacientes com acompanhamento médico prévio. Cirurgias de hérnia, fraturas não complexas e cesarianas estão entre os diversos procedimentos realizados na unidade. No último dia 9 de novembro, mais duas cirurgias foram autorizadas pela Secretaria de Saúde de Goiás para serem realizadas no novo Centro Cirúrgico do HEELJ: vasectomia e laqueadura. Ao todo, são 10 leitos cirúrgicos, 20 leitos para clínica médica e dois para semi-intensiva.

Para o diretor técnico do hospital, Dr. Deybson Augusto, o maior benefício é o trabalho especializado e a assistência médica em Pirenópolis e nos 10 municípios que compõem a região dos Pireneus. Ainda conforme o diretor, a demanda atual ultrapassa 100 cirurgias por mês, mas a previsão é que chegue a números bem superiores nos próximos meses. “O tempo de espera vai diminuir bastante. O paciente que esperava de 90 até 120 dias, deverá ser operado em 30 dias”, comemora.

Certificação internacional

Ao mesmo tempo que amplia sua capacidade de atendimento, o HEELJ busca a acreditação internacional de seu trabalho. O hospital recebeu um diagnóstico organizacional da Instituição Acreditadora Credenciada (IAC) para averiguar se todos os processos estão dentro das normas de segurança internacional.

A acreditação é concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), entidade não-governamental e sem fins lucrativos que certifica a qualidade dos serviços de unidades públicas em saúde em acordo com a metodologia reconhecida pela ISQua, International Society for Quality in Health Care, associação parceira da Organização Mundial de Saúde (OMS). O objetivo do Hospital é garantir um amplo atendimento dentro dos mais altos padrões mundiais.