Residencial Buriti Sereno é entregue em Aparecida com festa de 832 famílias

21 de dezembro de 2018
por
FOTO: Sérgio Willian

A aposentada Carmelita Dias, 72 anos, compareceu ao Residencial Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia, nesta sexta-feira (21/12), para receber a chave de sua moradia do Governo de Goiás. Carmelita vai morar com a neta Tamires, 16 anos, no Condomínio I, bloco 4.  Ela, que criou seus filhos pagando aluguel, hoje comemora a conquista da casa própria. “Fico muito feliz por ter conseguido uma moradia fixa para viver depois de tantos anos “, contou ela.

A realização do sonho de dona Carmelita só foi possível graças à parceria do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Ministério das Cidades, Caixa e prefeitura de Aparecida de Goiânia. A solenidade de entrega dos 832 apartamentos do Residencial contou com a participação do presidente da Agência Brasil Central, Charles Antônio, que representou o governador José Eliton, e do presidente da Agehab, Cleomar Dutra, entre outras autoridades.

Foram investidos pelo Governo de Goiás R$ 16,8 milhões na construção dos apartamentos, com recursos do Cheque Mais Moradia. O valor total da obra foi de R$ 66,6 milhões. A construção dos apartamentos foi iniciada com recursos do programa Minha Casa Minha Vida e ficou paralisada durante anos. De acordo com Cleomar Dutra, a participação da Agehab na parceria foi fundamental para viabilizar a retomada e conclusão do residencial, destinado a famílias com renda de até R$ 1,8 mil.

A doméstica Lucimar Alves, 46 anos, não escondeu o sorriso no rosto durante a solenidade que marcou a vida de 832 famílias. Ela sai do aluguel de R$ 550 e começa uma vida nova no Residencial Buriti Sereno, pagando R$ 95 de prestação do financiamento, graças à participação do Governo de Goiás com recursos do Cheque Mais Moradia. Lucimar conta que pretende investir o dinheiro do aluguel no estudo do filho Hyago, 16 anos, com quem ela vai morar no apartamento.

A diarista Bianca Régia, 41 anos, nunca mediu esforços para conseguir realizar seu maior sonho: ter uma casa para chamar de sua. Ela revelou que, depois de ser contemplada com a moradia, já sofreu dois infartos de tanta emoção. “No momento em que fui convocada para assinar o contrato, eu não consegui acreditar”, contou. Com renda mensal de R$ 900, ela paga atualmente R$ 500 de aluguel no Parque Floresta, para viver com os três filhos, Natanael, Cleyton e Carlos Eduardo. Hoje ela comemora o valor da parcela que irá pagar, R$ 80 por mês. “Minha casa vai ficar linda. Quero investir, mobiliar e deixá-la do jeito que sempre sonhei”, disse Bianca.

Ela e os amigos Tatiane, 32, Gislene, 31, e Lucimar, 46, se tornaram amigos depois que criaram um grupo no whatsapp. Futuros moradores do Condomínio II, eles já planejam uma confraternização para quando se instalarem definitivamente nos apartamentos. “Vamos terminar o ano com uma felicidade que não cabe no peito”, concluiu Bianca.

Para Jessifran de Melo, de 25 anos, segurança é a palavra que define seu novo apartamento. Ela vive em função da filha Ana Júlia, 2 anos, que tem síndrome de cri du chat. “Agora eu e minha filha temos estabilidade para viver”, contou ela, que não vê a hora de se mudar para a casa nova.

Futura moradora do Condomínio II, bloco I, a aposentada Maria Mercedes, 74 anos, também comemorou junto com as outras famílias. E a sua maior felicidade está em sair do aluguel de R$ 500. “Pretendo investir em minha saúde a partir de agora. É um sonho realizado proporcionar uma casa segura para minha família”, disse ela, que vai morar com os dois filhos e um neto.

Transparência e qualidade

Segundo Cleomar, a seleção das famílias para este, que é um dos maiores residenciais de interesse social com participação do Governo de Goiás, foi realizada pela Agehab (332 apartamentos) e Prefeitura de Aparecida (500 apartamentos), respectivamente 30% e 70% da demanda. Ele lembrou da transparência do processo seletivo feito pela Agehab, por meio de sorteio 100% eletrônico e auditável, com acompanhamento do Ministério Público Federal.

O presidente da Agehab destaca a qualidade da construção do residencial Buriti Sereno, com método construtivo moderno, e a valorização dos espaços de convivência coletiva como os itens que mais chamam a atenção no empreendimento. Outro fator importante é que está localizado em uma região dotada de infraestrutura, com acesso a equipamentos públicos.