Marconi é homenageado pelo Conselho de Cultura e diz que investiu, em 2017, R$ 80 milhões na área cultural

22 de Março de 2018

O governador Marconi Perillo recebeu, na noite desta terça-feira (20), no Palácio das Esmeraldas, a “Medalha de Mérito Cultural” em reconhecimento às ações e ao trabalho prestado ao setor cultural em seus quatro governos. Na ocasião, Marconi prestou contas dos investimentos culturais no último ano.

Na cerimônia, também comemorou-se os 50 anos do Conselho Estadual de Cultura de Goiás. Os ex-governadores Leonino Di Ramos Caiado e  Otávio Lage de Siqueira (in memoriam) e 13 ex-presidentes do Conselho também receberam a “Medalha de Mérito Cultural”.

Marconi falou da honra em ser homenageado junto com os ex-governadores Leonino Caiado e Otávio Lage e destacou os investimentos do Estado no setor cultural. Posso estar enganado, mas, imagino que nenhum Estado brasileiro tenha investido proporcionalmente o volume de recursos que investimentos não apenas em 2017, mas ao longo do tempo nos projetos culturais”, declarou o governador.

“Em 2017, na Secretaria de Educação, Cultura, no Fundo de Cultura, Orquestra Filarmônica, Canto da Primavera, Fica, TeNpo e Centro Cultural Oscar Niemeyer, investimos R$ 58 milhões; no Centro de Artes Basileu França, R$ 15,6 milhões; ainda temos investimento expressivo no Gustav Ritter; na Goiás Turismo, R$ 6,2 milhões, totalizando R$ 79,9 milhões em 2017”, relacionou.

Presidente do Conselho Estadual de Cultura, Nancy Ribeiro destacou a atuação do governador Marconi Perillo em parceria com a área cultural. “Foi, sem dúvida, um dos governadores que mais investiram e apoiaram as causas do setor em Goiás”, afirmou.

Nancy citou uma das recentes conquistas da área. “O Conselho, que faz a análise, avaliação e relatoria de processos culturais, vai permitir que professores da rede estadual apresentem projetos culturais. Uma grande conquista”, frisou.

Ex-presidente do Conselho Estadual, Miguel Jorge, disse que o governador Marconi Perillo, em todos os seus governos, deu muita importância à cultura e à manutenção da força do Conselho. “Ele sempre pensou na cultura em todos os seus aspectos, abrangendo todo o Estado. Por isso, recebe hoje homenagem tão justa”, afirmou Miguel.

Participaram também da cerimônia os secretários Raquel Teixeira (Educação, Cultura e Esporte); José Carlos Siqueira (Casa Civil); e João Furtado (Fazenda), além de parentes e amigos dos homenageados.