“Projeto Gibinha dá novos horizontes a jovens por meio do esporte”, diz Zé Eliton

Vice-governador apresenta equipe de vôlei MonteCristo, que disputará temporada da Superliga B, e destaca parceria do Governo de Goiás com Projeto Gibinha, que atenderá 200 crianças em situação de vulnerabilidade na capital. Iniciativa complementa trabalho já desenvolvido pelo clube de combate às drogas, violência e marginalidade

11 de janeiro de 2018
FOTOS: WILDES BARBOSA

“Giba é um ídolo do esporte e um homem que sabe da sua responsabilidade social”, afirmou o vice-governador Zé Eliton, na manhã desta quinta-feira (11/01), durante a apresentação da equipe de vôlei MonteCristo que vai disputar a temporada da Superliga B 2018. A solenidade foi acompanhada pelo ex-atleta, que coordena o projeto Gibinha, em parceria com o Governo de Goiás, e que vai contemplar jovens em situação de vulnerabilidade na capital.

A solenidade foi realizada no Palácio das Esmeraldas e também contou com a presença da secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), Raquel Teixeira. “Ao incluir uma proposta que possa dar novos horizontes aos jovens, o projeto demonstra o seu verdadeiro caráter social”, disse Zé Eliton. O clube é apoiado pelo Governo de Goiás e, na ocasião, também foi anunciada a parceria para o projeto. Esta é uma iniciativa do ex-ponteiro da seleção brasileira, Giba. A ação visa atender 200 crianças. Na oportunidade, Zé Eliton representou o governador Marconi Perillo.

“Tenho a esperança de ver o MonteCristo avançar, ascender para a Superliga A e, quem sabe, alçar voos mais altos, representando Goiás nacionalmente e mundialmente”, afirma Eliton. O projeto social tem intenção não só de formar atletas, mas cidadãos. Com foco em hábitos alimentares e atividades físicas, a ação pode ter como consequência o alto rendimento esportivo. Além disso, visa reduzir a obesidade infantil.

“Temos que ultrapassar a dialética só do futebol e ampliar o leque para outras modalidades”, diz. “Hoje temos o Centro de Excelência do Esporte, que irá forjar atletas no futuro, iniciativa do Governo de Goiás que fomenta a capacidade esportiva dos jovens em nosso estado”, celebra. Ao relembrar as conquistas da seleção brasileira masculina nos anos 1990 e 2000, Zé Eliton enalteceu o papel do vôlei “em uma agenda que nos orgulha”.

O vice-governador, de forma descontraída, lembrou da época em que praticou vôlei no colégio e na faculdade. “Com 1,89 metros me destacava pela altura, o que me fez jogar no meio da rede”, relembrou. “Se precisarem de alguém para ajudar o MonteCristo, posso treinar e ajudar a equipe a ser campeã”, brincou, sob risos dos atletas e do público presente no salão.

Projeto Gibinha
A iniciativa vai complementar o trabalho já desenvolvido pelo MonteCristo, de combate às drogas, violência e marginalidade. O vôlei é a ferramenta do projeto e foca em crianças de 6 a 15 anos de idade.

Além das técnicas e regras da modalidade, o projeto Gibinha também trabalha o exercício da cidadania e de conceitos como cooperação e respeito, sem permitir que questões de gênero, raça ou situação financeira interfiram nessa sociabilização.

“Estamos presenciando um marco e evento que significam transformação social. Por meio do esporte, as crianças têm capacidade de se desenvolver”, afirma a secretária Raquel Teixeira. “Esta é a abertura de aprendizagem e oportunidade para que jovens atinjam o potencial pleno”, pontua a titular da Seduce.

Homenagem
Durante a solenidade, o vice-governador comunicou ao ex-jogador Giba que ele será um dos homenageados a receber a Comenda da Ordem do Mérito Anhanguera, a maior honraria concedida pelo Governo de Goiás, entregue durante a transferência de capital para a Cidade de Goiás, em julho.

“Está mais do que aceito o convite”, disse Giba. Ele também convidou o ex-atleta para conhecer a estrutura do Centro de Excelência do Esporte, complexo esportivo composto por quatro unidades direcionadas diretamente a atletas goianos.