Alta Produtividade: Lissauer contabiliza 73 projetos de Lei apresentados em 15 dias de atividades em plenário

Nova Legislatura deve manter o ritmo acelerado na apreciação de matérias

12 de março de 2019
Com a retomada dos trabalhos na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), em 19 de fevereiro, os deputados eleitos para a 19ª Legislatura deram início a apresentação de projetos e requerimentos em Plenário. Em 15 dias de trabalho, a nova legislatura já apresentou 73 projetos de Lei. A informação foi repercutida pela coluna Giro do jornal O Popular desta segunda-feira, 11, assinada pela jornalista Fabiana Pulcineli.
O presidente da Casa, Lissauer Vieira (PSB) destaca que esse é o ritmo que deseja imprimir nessa gestão. “Nossa intenção é manter uma alta produtividade dos trabalhos legislativos, continuar em ritmo acelerado, mas sempre debatendo os projetos com as respectivas áreas de interesse para se chegar a um consenso mais favorável a todos”, afirmou.
Já foram protocolados, até o momento, um total de 73 projetos, sendo 60 propostas de deputados, e 13 da Governadoria e de outros órgãos. As iniciativas parlamentares contemplam os mais diversos segmentos e anseios da sociedade. O andamento das propostas pode ser acompanhado individualmente por meio do portal da transparência, disposto no portal da Alego.
Além da produtividade do plenário, a instalação de algumas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) têm movimentado os debates na Casa de Leis. A mais falada delas, a CPI da Enel, para investigar questões referentes à empresa privada distribuidora de energia para o Estado de Goiás, já foi instaurada no fim de fevereiro.
Outras quatro CPIs foram apresentadas desde a retomada dos trabalhos, incluindo a das Universidades, mas ainda não foram instauradas.