Em grande virada, Vanderlan deve chegar em 1º lugar na disputa pelo Senado Federal

Empresário está empatado com o vereador Jorge Kajuru na 1ª posição, mas sua tendência de crescimento aponta virada histórica na disputa que poderá deixa-lo isolado na primeira posição, no dia 7 de outubro.

3 de outubro de 2018

O Instituto Grupom divulgou, na tarde de ontem (02), pesquisa que mostra uma grande virada na disputa pelo Senado Federal em Goiás. O Empresário Vanderlan Cardoso (PP), candidato a senador pela coligação Novas Ideias Novo Goiás, e o vereador Jorge Kajuru (PRP), ultrapassaram os candidatos do governo e agora dividem o primeiro lugar na disputa.

A quinta rodada Grupom mostrou os dois empatados, sendo que Kajuru tem 30,2% e Vanderlan 30,1%, sendo impossível, nesse momento, apontar quem realmente estaria liderando a disputa.  A senadora Lúcia Vânia (PSB) é a terceira colocada com 28% e o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) o quarto com 23,2%. Perillo registou a maior queda entre os candidatos ao senado em relação a essa pesquisa e a anterior.

Analisando as últimas pesquisas e considerando a tendência de crescimento, é certo dizer que Vanderlan deve chegar em primeiro lugar na disputa. O ex-prefeito de Senador Canedo tinha apenas 17,2% em pesquisas anteriores e hoje alcança 30,1%. Outro ponto analisado é que em nenhuma pesquisa o candidato do PP apareceu em queda. Ao contrário, manteve uma constância na evolução positiva das intenções de votos em todas as pesquisas de todos os institutos.

Já os candidatos do governo sofreram uma queda em relação às pesquisas anteriores. Comparando com a pesquisa de setembro, Lúcia Vânia oscilou negativamente 1,4 pontos e Marconi despencou 6,5 pontos após as denuncias  da operação Cach Deliveriy feita pelo Ministério Publico Federal e pela Polícia Federal no dia 28 de setembro que investiga casos de corrupção envolvendo agentes do governo. A pesquisa Grupom foi a campo entre os dias 27 e 30 de setembro, então é possível que grande parte do reflexo negativo desta operação ainda não tenha sido assimilado pela pesquisa. Sendo assim, a queda dos candidatos do governo, atingidos na operação, pode ser ainda maior.

Espontânea

No levantamento espontâneo, quando não é citado o nome de nenhum candidato, Vanderlan e Kajuru também estão na liderança. No primeiro voto, Kajuru recebe 16,4% de citações; Marconi, 7,7%; Vanderlan 5,9% e Lucia 3,7%.

Como na disputa desse ano serão eleitos dois senadores, cada eleitor deverá votar duas vezes para o Senado. No segundo voto Vanderlan lidera a disputa com 6,7%,  Lúcia tem 4,8%, Kajuru, 4,4% e Marconi, 3%.

Rejeição

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) lidera a rejeição. Ele tinha 44% e teve o índice aumentado em 6,4 pontos, passando para 50,4%. A senadora Lúcia Vânia (PSB), oscilou 1,5 pontos negativamente e tem agora 24,6%;  Jorge Kajuru tinha 24% de rejeição e agora tem 23,8%; Vanderlan Cardoso, o menos rejeitado entre os primeiros colocados, viu seu índice de rejeição diminuir ainda mais. Estava com 20,6% e agora tem 19%.

Indecisos

Em relação os eleitores que ainda não escolheram o candidato, houve um aumento de 3,9 pontos no primeiro voto e 4,8 pontos no segundo voto na espontânea, uma oscilação de 0,5 pontos e 0,9 pontos, respectivamente.

Dessa forma os indecisos atingiram 35,9% dos eleitores e os brancos e nulos 30,3%.

 A pesquisa foi registrada no TRE-GO sob o número GO-07355/2018 no dia 25 de setembro de 2018.