Recriação da secretaria da Cultura e fortalecimento da Lei Goyases serão os pilares para o setor, segundo Caiado em programa no Facebook 

21 de setembro de 2018
No quinto programa “Caiado ao Vivo” transmitido pelo Facebook, o governadoriável detalhou seus projetos para a área da Cultura. Em seu plano de governo, o setor será focado em três pilares: recriação da Secretaria da Cultura, fortalecimento da Lei Goyases (fundo de incentivo) e interiorização da cultura. O tema foi exposto com a participação da professora Glacy Antunes, que já foi secretária de Cultura de Goiânia e é especialista em políticas públicas no setor.
O candidato pela coligação A Mudança é Agora assegurou que em um governo comandado por ele, os recursos para o setor serão aplicados de forma transparente em programas e ações geridos por pessoas especializadas em cultura. Caiado quer dar celeridade e regularizar os incentivos da Lei Goyases que, desde 2015, não são pagos. Além disso, o governadoriável quer que as riquezas culturais e artísticas de Goiás, como a música da sertaneja a clássica, o artesanato, o folclore, as festas com romarias e cavalhadas, exposições de artes possam estar acessíveis a toda população do estado.
“Acredito que nós vamos poder desenvolver a área porque a cultura existe na área do folclore, na arte da música, nas nossas cavalhadas, nas romarias. É mostrar a riqueza do estado de Goiás, o que pode ser conciliado com todas as áreas do governo. Eu tenho como objetivo recriar a Secretaria, dar garantia do fundo de assistência a cultura e fazer com que a Lei Goyases tenha agilidade e mais atendimento a todos que apresentam projetos. Também é fundamental que possamos trabalhar na interiorização da cultura”, resumiu Caiado.
A professora Glacy acredita que o estado tem tudo para ter como vitrine seu patrimônio cultural com boa gestão e valorização da sua riqueza. “É um estado riquíssimo em tradições culturais, em ações culturais, em artistas, cantores, literatos. Goiás tem tudo para continuar a ter como cartão de vista a cultura. Talvez a gente precise de alguns ajustes, acertos, mas somos um estado destinado a ter uma bela cultura”, disse.
Glacy também defendeu a recriação da Secretaria da Cultura e explicou como o setor poderá ter a atenção que precisa com orçamento próprio e pessoal especializado à frente das ações.
“A cultura tem especificidades e precisa ter um tratamento adequado. Neste momento, a pasta está alocada em uma super secretaria, junto com educação e esporte. E, com isso, a gente perde em verba, perde em ação. Não podemos competir com a educação que tem tantas peculiaridades, tantas necessidades. A cultura tem segmentos muito importantes. Então, uma nova secretaria vai dar a cultura uma autonomia funcional, ela poderá ser gerida por pessoal da área. Poderemos ter um ganho em qualidade. Acho que o Ronaldo sabe melhor que eu que nós precisamos das políticas públicas para a cultura. Precisamos dar acesso da cultura às pessoas. Precisamos zelar pelo nosso riquíssimo patrimônio cultural e artístico. E tudo isso a secretaria da Cultura especificamente poderá fazer”, esclareceu Glacy.
Sobre a interiorização da Cultura, Caiado disse que terá um plano de ação em sintonia com o Plano Nacional da Cultura envolvendo recursos e qualificação de pessoas com vocação artística.
“É um plano que será elaborado para que haja sintonia com o plano nacional. Vamos trabalhar no sentido de buscar verbas no Ministério da Cultura, em sincronismo com o Plano Nacional de Cultura e fazer com essas ações cheguem até Goiás para que possamos ter qualificação, cursos, buscando essas pessoas que são vocacionadas e, com isso, ampliando cada vez mais esse espaço da cultura e gerando melhor perspectiva para os nossos jovens e para aqueles que podem levar a cultura de Goiás para o cenário nacional”, pontuou o candidato.
Gestão
Caiado ainda deixou claro que, como em todas áreas do governo, a aplicação dos recursos na Cultura ocorrerá de forma transparente, com prestação de contas constante.
“Vamos poder deixar claro que a verba destinada será aplicada de uma maneira transparente para que todos saibam que, a partir daí, a cultura será valorizada por aquele que fazem a cultura no nosso estado de Goiás, sem a menor intermediação, mas com ação direta e uma resposta a toda população que espera tanto do governo de Goiás”, garantiu.
Artistas e especialistas da área serão grandes aliados do governo para fortalecer a Cultura na visão de Ronaldo Caiado. Ele destacou que ninguém faz uma gestão sozinho.
“Eu aprendi com o meu velho professor de medicina que diz o seguinte: ‘medíocre é aquele que acha que é a única estrela que brilha no firmamento, o meu serviço de medicina é uma constelação, só tem melhores até que eu’. Ele, humildemente, dizia. O que quero deixar claro é que um governante não sabe de todas as áreas, tem que buscar as melhores pessoas e cobrar resultados. Esta é a função de um governante, dar norte e exigir de cada assessor, de cada secretário, resultado na sua pasta”, ponderou.
Glacy Antunes acredita que diante do desejo de ter uma gestão melhor na cultura, os profissionais do segmento estarão juntos com Caiado. “Eles vão se unir a você porque eles ambicionam ter essa secretaria e vão produzir mais e melhor. E tenho certeza que nós vamos florescer mais uma vez na cultura”, disse a professora. “Preciso tanto desse pessoal porque nesse momento de desânimo nós temos que mostrar que Goiás é muito maior que todas as crises. Vamos recuperar Goiás e nada melhor do que todos esses artistas, artesãos, escritores para acreditar no governo e acreditar no estado de Goiás”, finalizou o governadoriável.