Goiás na Frente: obras avançam nas cidades que já receberam recursos

13 de julho de 2017

 Até o momento, 34 municípios conseguiram acessar recursos do programa por apresentarem as documentações em dia. Destes, 11 têm obras em andamento

 

Com recursos do programa Goiás na Frente em suas contas, 11 prefeituras já conseguiram viabilizar obras em suas cidades, iniciá-las ou retomá-las. Até o momento, 34 municípios acessaram os recursos por terem apresentado a documentação exigida por lei para efetivação dos convênios com o governo estadual. A maior parte das obras é de pavimentação asfáltica e rodoviária.

A definição do aporte de recursos e onde eles seriam aplicados foram feitos pelos prefeitos em conjunto com as populações de suas cidades. Dos 34 municípios, 22 já receberam o valor total acordado em convênio. Os outros 12 receberam a primeira parcela, e receberão em breve a segunda. De acordo com o secretário de Governo, Tayrone Di Martino, mais 20 cidades estão com processo em andamento, e devem receber suas primeiras parcelas na próxima semana, caso consigam dirimir os impedimentos legais.

Guarani de Goiás é um dos municípios que já receberam o valor integral destinado pelo Goiás na Frente. O município angariou R$ 1 milhão, e segue com a construção de um parque municipal no valor de R$ 652.391,72, cujas obras estão 58,55% prontas. A Prefeitura de Itapuranga também já obteve suas duas parcelas, no total de R$ 2 milhões, e aplica os recursos em pavimentação urbana. As obras estão 89,88% concluídas, com investimento de R$ 1.836.329,66.

Na lista das cidades que já receberam o valor total, Itumbiara está com obras de uma subestação de energia e de uma linha de transmissão em andamento. A Subestação Paranaíba está 26% concluída, e a Linha de transmissão Itumbiara – Paranaíba C2 está 46%. Gameleira de Goiás será beneficiada com a construção do trecho que liga a cidade ao município de Silvânia, na GO-437. As obras, com investimento de R$ 5.131.937,44, estão 86,86% concluídas.

A Prefeitura de Jaraguá investe parte do recurso que recebeu do Goiás na Frente na construção de uma quadra coberta em uma escola. A obra está no início, 10% pronta. O valor total será de R$ 450 mil. Nerópolis será atendida com a duplicação da GO-080 até a BR-153. A obra está 71,41% pronta. O investimento é de R$ 68.927.465,26.

Mossâmedes, Trindade, Itapaci, Luziânia e Nova América receberam a primeira parcela do Goiás na Frente. Mossâmedes vai ser beneficiada com a conclusão da duplicação da GO-070, que vai de Goiânia até a cidade de Goiás. Ela está 84,51% concluída.

Trindade é uma das cidades que vão aplicar os recursos em pavimentação asfáltica. O município vai investir R$ 929.656,07 na primeira etapa de pavimentação que já começou a fazer. Itapaci e Luziânia estão com obras em subestações de energia. Nova América será beneficiada com a construção de trecho na GO-334, até os entroncamentos da GO-164 e da GO-156. A obra está 35,49%.

A seguir, os municípios que já receberam a segunda parcela do Goiás na Frente: Acreúna (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Aloândia (R$ 175 mil, de R$ 1 milhão); Cachoeira Alta (R$ 157.139,00, de R$ 1.571.388,00); Gameleira (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Guapó (R$ 250 mil, de R$ 2,5 milhões); Guarani de Goiás (R$ 200 mil, de R$ 1 milhão); Indiara (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Itapuranga (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Itumbiara (R$ 500 mil, de R$ 5 milhões); Jataí (R$ 500 mil, de R$ 5 milhões); Jesúpolis (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Jussara (R$ 130 mil, de R$ 1,3 milhão); Maurilândia (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Morro Agudo (R$ 166.667,00); Nerópolis (R$ 300 mil, de R$ 2 milhões); Padre Bernardo (R$ 300 mil, de R$ 3 milhões); Paraúna (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Porteirão (R$ 175 mil, de R$ 1 milhão); São João D’Aliança (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Turvelândia (R$ 140 mil, de R$ 700 mil); Uruaçu (R$ 300 mil, de R$ 3 milhões); Vianópolis (R$ 267.090,00, de R$ 3.205.071,00), e Jaraguá (R$ 279.860).

Receberam a primeira parcela: Goianira (R$ 412.500,00, de R$ 4.125.000,00); Ipameri (R$ 300 mil, de R$ 3 milhões); Mossâmedes (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Serranópolis (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Trindade (R$ 484.714,64, de R$ 4.847.146,00); Ceres (R$ 50 mil, de R$ 500 mil); Edéia (R$ 197.742,97, de R$ 1.977.429,00); Itapaci (R$ 200 mil, de R$ 2 milhões); Luziânia (R$ 1 milhão, de R$ 10 milhões); Santo Antônio de Goiás (R$ 166.667,00, de R$ 1 milhão); Nova América (R$ 84 mil, de R$ 500 mil).