Com foco no agronegócio, logística e no setor de defesa, Goiás sediará pela primeira vez a Campus Party

15 de abril de 2019
Entre os dias 4 e 8 de setembro, Goiás receberá, pela primeira vez, a Campus Party, o maior evento de inovação, ciências, empreendedorismo e universo digital do mundo. A carta de oficialização e realização do evento no Estado foi assinada nesta sexta-feira, 12, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Adriano da Rocha Lima, que representou o governador Ronaldo Caiado, e pelo presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farrugia, em reunião realizada no Palácio Pedro Ludovico Teixeira. A edição goiana terá como tema “AgroTech e Segurança e Vigilância”.
“A Campus Party é o maior evento de tecnologia e empreendedorismo do mundo. Trazer isso para Goiás é mudar o patamar do Estado, que tem um potencial enorme. Será um evento temático, que vai focar em agrotecnologia, que é tecnologia para o agronegócio, em defesa, na qual a região de Anápolis é muito forte, e logística, pois o Estado é uma referência em logística para o País”, afirmou Adriano, em entrevista coletiva após a reunião.
Presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farrugia também destacou a força do Estado nessas áreas para justificar a escolha da capital goiana para sediar o evento de tecnologia. Segundo ele, o tema de cada edição é ligado à economia e ao ecossistema de tecnologia do Estado onde ele será realizado.
“Goiás é muito importante em logística, em agrotecnologia e tem um grande potencial para a área de defesa. Tudo isso cria uma exigência sobre jovens que conheçam de tecnologia aplicadas a esses setores e, por isso, escolhemos Goiás, que tem muito potencial em inovação nessas áreas”, explicou Farrugia.
Para o presidente do Instituto Campus Party, a feira de tecnologia não dura apenas quatro dias, pois o legado dela é permanente. “Convidei o governador para visitar a de Brasília e chamar todos para a edição de Goiás, o que insere o Estado no mapa de tecnologia do mundo. O segundo legado é a possibilidade de dar oportunidade aos jovens de criarem aplicativos que solucionem seus problemas”, argumentou.
Parceiros
O evento de assinatura da carta de oficialização e realização também contou com a presença de parceiros do governo na realização do evento. Falando pelo Sebrae, o diretor superintendente Leonardo Guedes elogiou a realização da Campus Party e destacou a importância do evento para o fomento ao empreendedorismo no Estado.
“É uma oportunidade do Sebrae despertar o senso de empreendedorismo no Estado, ajudando as pessoas a descobrir vocações, o que contribui muito para o desenvolvimento de nossa economia”, ressaltou.
Superintendente do Senar Goiás, Dirceu Borges, destacou a importância que a Campus Party terá para alavancar ainda mais o desenvolvimento tecnológico do agronegócio no Estado. “Descobrimos o evento e ficamos interessados, pois é uma forma de encontrar soluções para resolver os problemas do agronegócio, tornando o setor ainda mais forte”, explicou.
Sobre a Campus Party
A Campus Party é a maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo. O evento conta hoje com mais de 550 mil campuseiros cadastrados em todo mundo. Já produziu edições nos seguintes países: Espanha, Holanda, México, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Colômbia, Equador, Itália e Singapura. O evento está presente no Brasil há doze anos.
O evento conta com diversos espaços. No camping, área destinada aos participantes que optarem por acamparem no local do evento, haverá uma área Open, que é gratuito e aberto para que o público vivenciar um pouco do que é a Campus Party. Nele, é possível acompanhar palestras, workshops, espaço de Drones, games, entre outros.
Na Arena, que é o espaço pago da Campus Party, os campuseiros, como são chamados os participantes do evento, haverá palestras nacionais e internacionais, workshops, hackathons, além de espaços para games, entre outras atividades.