Governo de Goiás articula internacionalização da Tecnoshow

A convite da SEDI, embaixadores visitam a Tecnoshow e assinam Declaração de Intenções de participação no Pavilhão Internacional na edição de 2020 da Feira.

8 de abril de 2019
por

Com foco na ampliação de parceiros comerciais e na diversificação da balança comercial, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação, por meio da Superintendência de Comércio Exterior, convidou e articulou com a Assessoria de Assuntos Internacionais do Estado a visita de um grupo de embaixadores à Tecnoshow, que começa na próxima segunda-feira (8), em Rio Verde. Na abertura do evento, o Governador Ronaldo Caiado assina juntamente com o presidente da Comigo – organizadora do evento, Antônio Chavaglia, documento para instalação do Pavilhão Internacional da Tecnoshow em 2020.

Para o superintendente de Comércio Exterior da SEDI, Edival Oliveira Júnior, a estruturação de um pavilhão internacional de negócios na Tecnoshow 2020 vai proporcionar uma maior presença de expositores e visitantes internacionais, que propiciarão a absorção de mais tecnologia e inovação ao agronegócio goiano. “A ideia é que a Tecnoshow faça parte na agenda oficial de eventos das embaixadas”, explica o Superintendente.

O secretário Adriano da Rocha Lima ressalta a importância da Feira para Goiás, pois além de promover negócios, trazer novos compradores e investidores para Goiás, também é uma feira que divulga as novas tecnologias e as inovações para o setor. “O agronegócio é destaque na balança comercial de Goiás, liderando o ranking de produtos exportados. Mas precisamos trazer mais inovação e tecnologia para o Estado, promovendo a diversificação da nossa matriz econômica, e melhorando a nossa pauta de exportações e importações”, avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Adriano da Rocha Lima.

Já confirmaram presença na Tecnoshow as embaixadas da República da Belarus; Bolívia; Argentina; Coreia do Sul, Hungria; Indonésia; Macedônia do Norte e Uruguai.

A Feira

A Tecnoshow é realizada anualmente e atrai expositores de todo o Brasil. No ano passado foram 550 estandes, com a comercialização de cerca de R$ 2,5 bilhões, e um público de 106 mil. Além da exposição e comercialização de máquinas e equipamentos agropecuários, e animais das mais variadas espécies, a feira se destaca por promover palestras, cursos e apresentações sobre novas tecnologias usadas no campo.