Prefeitura faz ajustes e melhora fluidez dotrânsito na região da trincheira da Rua 90

SMT amplia sinalização de vias com cones, blocos, placas verticais, faixas aéreas e agentes para orientação de condutores. Medidas provocam diminuição drástica de engarrafamentos em horários de pico. Obra avança com frente de serviços. “Empreendimento traz dissabores no início, mas depois de concluído, são só alegria e satisfação”, diz prefeito Iris Rezende

3 de abril de 2019
Consórcio responsável pelas obras do BRT Norte/Sul avança com frentes de serviços na construção da trincheira entre a Rua 90 e a Avenida 136, no Setor Sul: foram instalados novos furos para o monitoramento do nível de água, retirada de árvores, remoção de pavimento asfáltico, montagem dos tapumes e instalação de canteiro. Foto: Paulo José

Após monitorar o trânsito no primeiro dia de obras no local da trincheira da Rua 90, no cruzamento com a Avenida 136, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT), realizou ajustes para melhorar a fluidez no trânsito no local da obra.

O trecho entre o terminal Isidória em direção à Praça do Cruzeiro é desviado para a Rua 115. Entre 115 e o local da obra fica com restrição, liberado apenas para comerciantes e moradores, o mesmo entre a Praça do Cruzeiro e a 136. No sentido inverso, de quem vem da Marginal Botafogo, tem acesso livre para a 90 até a Praça do Cruzeiro ou pode seguir pela 136 até a Avenida 85. Quem vem da 85 também tem acesso à Jamel Cecílio.

Toda a região da obra está sinalizada com cones, blocos, placas verticais, faixas aéreas e agentes nos horários de pico para orientação dos condutores. A sinalização começa antes da Jamel Cecílio e já existem faixas na altura da 115, nas proximidades da 136 com a 132 e na Praça do Cruzeiro, assim como no Terminal Isidória.

As medidas provocaram uma diminuição drástica dos engarrafamentos em horários de pico e a fluidez é excelente com veículos que conseguem andar no limite máximo de 50 quilômetros por hora na via. “É bom destacar que a interdição é momentânea e visa a construção de uma obra de mobilidade que vai trazer melhorias para o trânsito e ao transporte coletivo com o BRT”, destaca o titular da SMT, Fernando Santana.

“Creio que alcançaremos um ritmo satisfatório”, afirma o prefeito Iris Rezende ao observar que moradores não ficarão impedidos de frequentar a região como pedestres ou conduzindo pequenos veículos. “Sabemos que, no início, a obra traz dissabores, mas depois de concluída, são só alegria e satisfação”, acentua. “Eu tenho obrigação de administrar olhando para o futuro, buscando melhorias para os operários que usam o transporte coletivo e os empresários que geram empregos”, ressalta.

No transporte coletivo, a sinalização está sendo feita pela Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC) com cartazes e servidores do órgão que orientam os usuários que utilizam as linhas.

A obra que faz parte do projeto BRT-Norte/Sul está orçada em R$ 10 milhões. De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, o objetivo é desafogar o trânsito local e melhorar a trafegabilidade de toda região. “Além da fluidez no trânsito, a obra vai requalificar todo o local por onde passará o BRT, com iluminação de led e novo paisagismo”, destaca Dolzonan.

O consórcio responsável pelas obras do BRT Norte/Sul iniciou nesta terça-feira (02/04), mais uma frente da obra de construção da trincheira entre a Rua 90 e a Avenida 136, no Setor Sul. No local, foram instalados novos furos para o monitoramento do nível de água, retirada das árvores, remoção de pavimento asfáltico, montagem dos tapumes e instalação de canteiro.