Sedetec desenvolve sistemas com Inteligência Artificial, em Goiânia

Produtos serão apresentados durante coletiva com a imprensa na próxima terça-feira, 6, às 9h, no gabinete da Sedetec

5 de novembro de 2018

O Robô da Prefeitura e a plataforma de Rota Inteligente são os dois novos produtos desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec). Os dois sistemas foram criados a partir de atuação conjunta dos profissionais da Administração Municipal e da Universidade Federal de Goiás (UFG), união que foi oficializada na manhã desta quinta-feira, dia 1º, com a assinatura do convênio de cooperação técnica entre as duas instituições.

Durante formalização da parceria, o titular da Sedetec, Ricardo De Val Borges, destacou que o trabalho junto com a UFG já estava em andamento e aproveitou a oportunidade para apresentar o que a Prefeitura já colhia de resultados com esse encontro de expertises. “Estamos, mais uma vez, aplicando a tecnologia para modernizar os serviços que são prestados pela Prefeitura. Agora, inserimos o Robô da Prefeitura, responsável pelo atendimento online do cidadão, e o sistema de Rota Inteligente, que agendará a roteirização semanal de cada equipe da Guarda Civil Metropolitana, levando em conta redução de custo, melhor rota e pontos mais relevantes a serem percorridos”, explica o secretário.

Ricardo De Val também informa que o lançamento oficial das ferramentas foi feito, primeiramente, ao prefeito Iris Rezende, mas que já tem disponível data e horário para atender os veículos de comunicação do município que queiram conhecer os detalhes de todas as funcionalidades dos sistemas. “O meu convite é para que a imprensa seja a multiplicadora desses importantes produtos que entregamos hoje à sociedade. Por esta razão, vamos realizar uma coletiva no gabinete da Sedetec, localizada no Paço Municipal, no dia 6 de novembro, próxima terça-feira, às 9 horas, para esclarecer toda a dinâmica de uso das plataformas”.

A pessoa destacada para expor os detalhes dos novos sistemas é o chefe de gabinete da Sedetec, Celso Camilo, que é coordenador dos dois projetos e também professor do Instituto de Informática da UFG. Ele, que foi o articulador e a ponte entre Prefeitura e Universidade, destaca que a introdução dessas duas soluções tecnológicas é uma grande revolução feita dentro do Executivo Municipal, visto que a Prefeitura de Goiânia é uma das primeiras, dentre as administrações públicas do Brasil, a utilizar sistemas com Inteligência Artificial.

Sobre o Robô da Prefeitura, Celso Camilo esclarece que a ferramenta já está disponível na página inicial do site da administração, sendo acessada pelo endereço www.goiania.go.gov.br (canto direito inferior), e também no perfil oficial da Sedetec no Facebook: @sedetecgoiania. A novidade está pronta para ser utilizada pelo cidadão para facilitar a busca por atendimento dentro do portal da Prefeitura ou para ter acesso a alguns serviços ofertados nas lojas do Atende Fácil.

“O Robô da Prefeitura é um produto que utiliza métodos da Inteligência Artificial. Trata-se de um software concebido para imitar o comportamento humano de atendimento ao cidadão. Desta forma, os serviços poderão ser facilmente acessados a qualquer momento via conversas com o Robô.”, explica o gestor. Inicialmente, concentrará um número menor de serviços, mas haverá expansão neste quantitativo futuramente. “Não há ninguém para atender a não ser o próprio Robô. Quando o interessado acessa a ferramenta e questiona sobre o serviço que deseja, digitada em linguagem natural, o software procura reconhecer o interesse do usuário e inicia um fluxo de conversação para obter mais informações e entregar a resposta desejada pelo cidadão. Além da alternativa de escrever a mensagem, o cidadão também pode acessar o menu, que trará algumas opções de serviços, principalmente, os mais requisitados”, destaca Celso Camilo.

Rota Inteligente
A segurança é a área beneficiada na plataforma do Rota Inteligente, que também utiliza da Inteligência Artificial. Trata-se do Sistema de Roteirização das Viaturas, que criará automaticamente a rota para cada veículo selecionado pela Guarda Civil Metropolitana. A definição desse trajeto pelo sistema é pautado em dois grandes objetivos concomitantes. O primeiro é a redução de custo, calculando uma rota com trajeto que se rode menos quilômetros. O segundo é o de aumentar o número de visitas nos prédios públicos, especialmente em pontos com maior índice de criminalidade. Com isso, pretende-se auxiliar à tomada de decisão no trabalho preventivo da Guarda Municipal.

De acordo com o secretário Ricardo De Val, serão incluídas nas rotas para visitas os locais onde há concentração de manchas criminais, que é onde há maior frequência de delitos, seja roubo, assalto, depredação, entre outros ocorrências. “Esses pontos tendem a ser visitados mais vezes durante a semana para inibir as práticas de delitos constantes, diz Ricardo De Val”.