Marconi Perillo é preso na operação Cash Delivery

Marconi Perillo é preso durante depoimento em Goiânia acusado de envolvimento de corrupção.

10 de outubro de 2018

Na tarde desta quarta feira (11) Marconi Perillo (PSDB) ex – Governador do Estado de Goiás, foi detido na sede da Polícia Federal de Goiânia enquanto prestava depoimento sobre seu envolvimento em esquema de corrupção no qual é acusado de participar do desvio de R$ 12 milhões em pagamentos de propina.

No último domingo (7), Marconi viu a rejeição ao seu nome como político, ao alcançar apenas o 5º lugar no pleito para uma das vagas a Senador com apenas 7% dos votos válidos.

A notícia de sua prisão foi bastante comemorada nas redes sociais. O fato desmonta as principais narrativas dos opositores às operações da Polícia Federal e ao trabalho desenvolvido pelo Ministério Público de combate a corrupção de que as prisões de políticos envolvidos em esquemas de corrupção só ocorrem em desfavor de determinados partidos.

Entenda o caso.

A Operação Cash Delivery, executada pela PF apreendeu mais de R$ 1 milhão no último dia 28 de setembro e investiga recebimento de propina de R$ 12 milhões durante as duas últimas gestões de Marconi Perillo (PSDB), no governo estadual, em troca de favorecimento empreiteiras em contratos com o Estado.

Jayme Rincon, ex – Secretário da Fazenda do Governo Marconi foi detido juntamente com seu motorista também na mesma operação, semanas antes das eleições de 2018.