Caiado apresenta propostas para as mulheres em evento aberto no Clube Jaó

11 de setembro de 2018
A candidatura de Ronaldo Caiado (Democratas) ao governo de Goiás recebe no próximo sábado (15 de setembro) o reforço das mulheres em um grande evento denominado “Unidas para Mudar Goiás”, promovido no Clube Jaó e comandado pela esposa do senador, a advogada Gracinha Caiado. A discussão é pertinente, uma vez que matéria do jornal “O Popular” da última terça-feira, 11, mostrou um aumento considerável das tentativas de feminicídio no estado de Goiás. Só em Goiânia, o índice de crimes desta natureza registrou um crescimento seis vezes superior se comparado os números do mesmo período de 2017. A  proposta do encontro é discutir soluções e políticas públicas que protejam as mulheres,  apresentar propostas de governo e sugerir ações para levar a mensagem do democrata para todos os cantos do Estado.
Além da presença confirmada de Ronaldo Caiado e dos representantes da chapa majoritária, o evento terá a participação da vereadora Priscila Tejota (Pros), esposa do candidato a vice-governador Lincoln Tejota (Pros); da vereadora Leia Klebia (PSC); da presidente do Democratas Mulher, Mariana Gildrão; de Ana Fleury, noiva do senador Wilder Morais (Democratas); de representantes femininas dos partidos que compõem a coligação A Mudança é Agora; e de candidatas das chapas proporcionais.
“A participação das mulheres nos nossos eventos de campanha tem sido fundamental para levar a mensagem de mudança para os goianos. Somos protagonistas nesse processo e queremos falar sobre as políticas públicas que, de fato, assegurem mais saúde e segurança para nossas mulheres. Também vamos discutir propostas de valorização da mulher no mercado de trabalho e nas decisões políticas do nosso Estado”, afirmou Gracinha Caiado.
Na ocasião, Ronaldo Caiado vai expor o que prevê o seu plano de governo especialmente no que se refere a ações protetivas para as mulheres, já que Goiás ocupa o vergonhoso terceiro lugar no ranking de feminicídio do País. O democrata pretende criar mecanismos que resultem em proteção efetiva à mulher.
“A delegacia da mulher tem de ter uma ação conjunta com uma autoridade que fará a ação protetiva. Hoje a mulher faz a queixa e fica por isso mesmo. Precisamos entender que tudo tem uma sequência lógica. Não é apenas a mulher levar a denúncia até a delegacia. É importante, sim. Mas é vital ter uma decisão rápida, com as ações protetivas. Aí teremos resultados significativos contra o feminicídio”, explicou.
Em seu plano de governo, Ronaldo Caiado propõe ainda a criação da Rede Maria da Penha, que irá integrar os Centros Especializados de Atendimento às Mulheres (CEAM’s). Segundo o democrata, a rede contará com espaços especializados ofertando o acolhimento interdisciplinar (social, psicológico, pedagógico e de orientação jurídica) às mulheres em situação de violência de gênero. A ideia é promover e assegurar o fortalecimento da sua autoestima e autonomia, o resgate da cidadania e a prevenção, interrupção e superação das situações de violação de direitos.
Ronaldo Caiado elencou a saúde da mulher como uma de suas principais metas. O senador quer que as regiões mais carentes do Estado possam contar, por exemplo, com mamógrafos para o diagnóstico precoce de casos de câncer de mama. “Nós já temos milhares de mulheres de fila de espera. No Congresso Nacional lutamos para que as mulheres pudessem ter acesso à mamografia no SUS a partir dos 40 anos de idade. Nós vamos implantar essa política em Goiás. Vamos ter unidades de saúde com mamógrafos para atendermos as regiões mais carentes do Estado, dando uma atenção e fazendo um diagnóstico precoce”, disse.