Tour do Algodão reúne produtores no IGA

20 de abril de 2018
por
Foto: Ascom

Produtores de várias regiões de Goiás compareceram ao Instituto Goiano de Agricultura (IGA), para o 1º Tour do Algodão. O evento ocorreu na Fazenda Rancho Velho, sede do IGA, e contou com a apresentação dos resultados da competição de 17 variedades comerciais e pré-comerciais semeadas em quatro épocas. Foram analisados o potencial produtivo e características agronômicas; o desempenho das tecnologias transgênicas (WS, B2RF, GLT, GL e GLTP); o comportamento das variedades nas diferentes épocas de plantio e reações a doenças; e a resposta ao manejo de regulador do crescimento.

Produtora rural de Mineiros-GO, Nathália Rezende não conhecia o Instituto e gostou de conferir a estrutura e a lavoura do IGA. Para a agricultora, foi interessante acompanhar o Tour do Algodão para perceber as diferenças entre cada variedade de planta. Exemplos de cada cultivar foram arrancados para que todos pudessem verificar as diferenças visuais e, para Nathália, a apresentação contribuiu para saber a capacidade produtiva de cada variedade conforme diferentes situações de solo, pragas e manejo.

“O objetivo é adiantar soluções em um ano sobre as diferenças entre variedades, para que o produtor possa escolher melhor na hora de plantar”, explicou Nathália.

Em seguida, os participantes puderam conferir a avaliação fenológica de 10 cultivares de algodão semeados em quatro estandes diferentes. Foram verificadas a capacidade de retenção de estruturas frutíferas; a relação do porte de plantas com a presença de doenças foliares; e o manejo do regulador de crescimento associado com a população de plantas.

Elmiro Vieira Júnior também é produtor de Mineiros-GO e acompanhou todas as apresentações. Para ele a avaliação fenológica seguiu parâmetros que representaram bem a realidade do que ocorre no estado. “Esta representação ajuda bastante na escolha da variedade, no ajuste de população e na época para o plantio correto”, diz. Para Elmiro, também foi interessante verificar, na prática, o comportamento de cada cultivar.

O IGA é uma instituição criada por produtores rurais para produtores rurais, onde o produtor pode confiar nos resultados dos testes e experimentos, pois quem desenvolve o estudo é quem também vai utilizá-lo.