Marconi entrega 1.616 apartamentos do Residencial Nelson Mandela

A primeira fase, com 400 apartamentos, foi entregue em outubro do ano passado e a segunda fase, com 640, em fevereiro deste ano. Hoje, foram entregues os restantes 576 apartamentos

6 de Abril de 2018
por
Foto: Humberto Silva

O governador Marconi Perillo completou nesta sexta-feira (6/4) a entrega dos 1.616 apartamentos da primeira etapa do Residencial Nelson Mandela, no Conjunto Vera Cruz, região Oeste de Goiânia. O investimento total foi de R$ 120 milhões. As famílias receberam as chaves das 576 unidades habitacionais restantes às 9h30, no próprio residencial, em solenidade prestigiada pelo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e pelo prefeito de Goiânia, Iris Rezende, com as presenças da senadora Lúcia Vânia, do presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Cleomar Dutra, da superintendente da Regional Sul da Caixa, Marise Fernandes, e autoridades convidadas. Também aconteceu na mesma solenidade entrega de 434 escrituras do programa Casa Legal, executado pela Agehab, para famílias de sete bairros da Região Noroeste de Goiânia.

No discurso de saudação às famílias pela conquista da casa própria, Marconi disse que a entrega do Residencial Nelson Mandela é um sonho, “porque a casa própria dignifica as famílias”. O governador relatou que o governo federal passado tinha destinado a área do residencial para construção de moradias para famílias ricas, mas se cancelou a licitação para repaginar o projeto e com o intuito de que as unidades fossem destinadas às famílias de menor poder aquisitivo. Ele destacou que, pela primeira vez em Goiás, houve um sorteio de moradias na sede do Ministério Público. Aos moradores, Marconi explicou a escolha do nome Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul, símbolo de paz, que morreu na data em que o residencial começou a ser construído.

No encerramento de suas palavras, lembrou que o programa Minha Casa Minha vida já entregou 300 mil casas em Goiás e o governo estadual esteve presente em todas as parcerias. No caso do Residencial Nelson Mandela, o Estado entrou com os terrenos.

Em seguida, fez um agradecimento especial ao ministro Alexandre Baldy, pelo trabalho incansável a favor de Goiás e ao presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Sousa, pelas parcerias. Marconi deixou para o final um agradecimento especial ao prefeito de Goiânia, Iris Rezende, figura política com quem disputou várias eleições, mas que como ele sabe que a eleição termina quando a campanha eleitoral se encerra.

Logo após a entrega dos apartamentos do Nelson Mandela, às 9 horas, o governador Marconi, o ministro Baldy e o presidente da Agehab, Cleomar Dutra, vistoriaram as obras do Jardins do Cerrado 10, também em Goiânia. São 1080 apartamentos em fase final de construção, numa parceria do Governo de Goiás, Ministério das Cidades e Prefeitura de Goiânia.

Por determinação do governador, a Agehab firmou parceria com o município para a conclusão dos apartamentos, com aporte de R$ 16,2 milhões de recursos do programa estadual Cheque Mais Moradia. A entrada do Estado na parceria possibilitou prestações mais acessíveis para as famílias, com parcelas que variam de R$ 80,00 a R$ 270,00. A previsão de entrega do Jardins do Cerrado 10 é para este semestre.

O presidente da Agehab, Cleomar Dutra, destacou o empenho pessoal do governador para que a obra fosse construída. Dutra assinalou ainda que a criação do programa Cheque Mais Moradia por Marconi Perillo promoveu uma revolução na habitação de interesse social em Goiás, tornando-se modelo para o País, com vários prêmios conquistados pela Agehab. “Quem percorre o estado de Goiás encontra em todos os municípios pelo menos um residencial construído pela Agehab”, disse, enfatizando que o sonho da casa própria é uma realidade em Goiás, porque Marconi é um governador que “se preocupa com as pessoas”.

Frisou ainda que o governador conseguiu, com a política de parcerias implantada na Agehab, levar moradias para todos os municípios. São 135 mil famílias beneficiadas com casa própria e reforma de moradias precárias nos 246 municípios, o que proporciona moradia digna para aproximadamente 600 mil pessoas. Por fim, adiantou que Marconi já autorizou a contratação de mais duas mil unidades, em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Grande obra – O Residencial Nelson Mandela é uma das grandes obras que integram o programa Goiás na Frente Habitação entregues em 2018, no valor de R$ 120 milhões, parceria do Estado com o Ministério das Cidades. Executado com recursos do Cheque Mais Moradia, no valor de R$ 24 milhões, em parceria com a Caixa (Fundo de Arrendamento Residencial – FAR), R$ 96 milhões, “o Nelson Mandela é um modelo de qualidade de construção e integração à cidade”, diz o governador.

A primeira fase com 400 apartamentos foi entregue em outubro do ano passado e a segunda fase, com 640, em fevereiro deste ano. O governador também autorizou a contratação da segunda etapa, com cerca de 2,8 mil apartamentos, já em andamento na Agehab.

Os beneficiários arcam com pequenas parcelas que variam de R$ 80 a R$ 270, de acordo com a renda familiar, em financiamento habitacional contratado com a Caixa e pago em 10 anos.

O processo seletivo dos beneficiários do Residencial Nelson Mandela também é destaque pela lisura e transparência. Foi a primeira vez que um sorteio de moradias aconteceu na sede do Ministério Público Estadual e com acompanhamento do Ministério Público Federal. O sorteio foi eletrônico e 100% auditável, com transmissão ao vivo pela internet, realizado com softwares criados pela equipe da Agehab. Cópias do banco de dados e do código fonte do software, antes e depois do sorteio, foram entregues ao Ministério Público Federal.