Por apoiar imigração irresponsável, partido aliado de Angela Merkel é ultrapassado pela oposição

20 de fevereiro de 2018

Depois das controversas posições do SPD – Partido da Social Democracia, que em muito se parece com o brasileiro PT – que pretende reforçar ainda mais a insana política de Angela Merkel referente ao recebimento de refugiados islâmicos em massa no país, o partido deixou de ser a segunda força política alemã. A última pesquisa mostrou claramente que o partido AfD ( Alternativ für Deutschland ) ultrapassou os sociais-democratas na preferência dos eleitores, ele tem 16% e o SPD estaria com 15,5% de apoio.

Os sociais democratas querem que a Alemanha continue a receber os pobres ‘refugiados’ em massa; que não haja limite para o recebimento dos seguidores de Allah; que os contribuintes continuem a pagar esta conta sorrindo, e, que o país continue a se estrepar com esta política deletéria proposta por Merkel e seus asseclas da União Europeia.

Pode ser que uma reação já esteja em curso na Alemanha. No último final de semana, milhares de mulheres participaram em Berlim, de uma demonstração contra ao aumento assustador da violência do país e sua ligação com a política de refugiados da chanceler Merkel. A mídia ignorou solenemente o robusto ato de protesto.