Cidades Alemãs fazem marcha contra violência de refugiados

Os moradores de Cottbus exigem que as autoridades não permitam o recebimento de mais um único “ refugiado” na cidade

29 de janeiro de 2018
refugiados

Aconteceu ontem (28), na cidade de Cottbus, na Alemanha, uma demonstração contra a política de asilo de Angela Merkel e seus companheiros da União Europeia. Milhares de pessoas participaram do ato.

A cidade vem sofrendo com uma enorme onda de violência praticada por “refugiados”. Nas últimas semanas, foram noticiados esfaqueamentos e confrontos entre moradores alemães e “refugiados”.

A imprensa e as autoridades estão preocupadíssimas com o aumento do racismo e da intolerância contra  os estrangeiros.

Os insatisfeitos com a invasão dos migrantes na cidade – que segundo eles, fizeram disparar os índices de criminalidade e levaram a total insegurança da população – , são descritos pela imprensa como radicais de direita, nazistas e racistas.

Os moradores de Cottbus exigem que as autoridades não permitam o recebimento de mais um único “ refugiado” na cidade.

Na cidade de Kandel, também houve protesto dos moradores, fartos com a violência dos forasteiros. Nesta cidade, há um mês, uma garota alemã de apenas 15 anos foi esfaqueada e morta por um islâmico “ refugiado” do Afeganistão.