Legislação contra imigrantes ilegais é discutida na Hungria

A lei foi apelidada de  “Pacote Anti-Soros”. A União Europeia e  os partidos progressistas europeus já mostraram insatisfação com a medida.

17 de janeiro de 2018
Viktor_Orban- hungriaFoto: divulgação

O Primeiro Ministro húngaro, Viktor Orbán, acaba de anunciar que seu governo, em breve, aprovará uma legislação para punir com multas altíssimas, ONGs e entidades civis do país, que vierem a receber dinheiro do exterior para custear centros ou qualquer tipo de ajuda para imigração ilegal e seus “refugiados”.

A lei foi apelidada de  “Pacote Anti-Soros”. A União Europeia e  os partidos progressistas europeus já mostraram insatisfação com a medida.

Herr Orbán declarou que a segurança do seu seu país está em primeiro lugar. E que não pretende cumprir a decisão do Tribunal Europeu exigindo que a Hungria aceite as cotas de “ refugiados” impostas por Merkel  e outros governantes europeus.