Mitsubishi discute parcerias com Goiás e anuncia projeto de expansão da unidade de Catalão

Representantes da Mitsubishi se reuniram com o futuro secretário de Indústria, Comércio e Serviço de Goiás, senador Wilder Morais, e desmentiram a notícia de que teriam sido demitidos mais de 200 funcionários da empresa instalada em Catalão

29 de janeiro de 2019
por

O senador Wilder Morais (Democrata) – futuro secretário de Indústria, Comércio e Serviço de Goiás – se reuniu, nesta terça-feira, 29, com representantes da multinacional Mitsubishi Motors. A empresa japonesa, com destaque na fabricação de carros, tem uma unidade instalada em Catalão, região sudeste do estado. Essa é a primeira vez que Wilder ouve representantes do setor automobilístico, desde que aceitou o convite para estar à frente da pasta que ainda está sendo criada por meio da reforma administrativa do governo.

Durante a reunião, o chefe operacional da Mitsubishi Robert Rittscher demonstrou interesse em expandir as atividades em Goiás. “Nós representamos duas marcas a Mitsubishi e a Suzuki e nós temos uma abertura muito grande de exportar veículos para toda América do Sul, temos um lançamento previsto de mais um produto nacional e estamos discutindo um 5º produto a ser produzido no Brasil”, conta Robert. E complementa o chefe operacional “quando falo Brasil me refiro a Goiás, nós não temos outra operação que não seja Goiás”.

Os representantes da multinacional aproveitaram o momento para desmentir o boato de que a empresa estaria demitindo funcionários. “O que foi comentado há algumas semanas atrás não é realidade. Nós não demitimos nenhum funcionário. Evidentemente qualquer indústria demanda alguns ajustes dentro das estratégias produtivas e que podem chegar a algumas alterações do quadro da empresa. Mas nós não temos nenhum objetivo de demitir, como foi dito”, explica o chefe operacional. O que contradiz a informação que um parlamentar levou para tribuna da Assembleia Legislativa nos últimos dias de que a Mitsubishi teria demitido mais de 200 funcionários.

Para o senador Wilder Morais, esse é um momento de fidelizar a parceria entre o governo e os empresários. “O atual governo do Estado de Goiás enxerga os empresários como investidores”, fala o futuro secretário de Indústria, Comércio e Serviço de Goiás. “Nós precisamos entender como funciona o negócio de vocês para poder contribuir com o crescimento da empresa. Nós somos parceiros”, complementa.

O futuro secretário da pasta já tem pensado em agendar visitas às grandes indústrias instaladas em Goiás. Pelo projeto, estariam entre as primeiras cidades que seriam visitadas Rio Verde, Jataí e Itumbiara. As visitas dependem de alinhar com a agenda do governador Ronaldo Caiado. O futuro secretário disse que a prioridade é o contato com os empresários “O que eu quero é estabelecer e manter contato com todos os empresários de Goiás”, arremata.