Impecável, Lewis Hamilton vence o Grande Prêmio da Itália

3 de setembro de 2018
Junior Cardoso
por

Junior Cardoso tem 23 anos, é profissional da área gráfica e apaixonado por automobilismo. Desde 2016 é editor da página Falando de Motor no Facebook, a qual destina suas energias nas horas vagas.

Impecável é a palavra certa para descrever a atuação de Hamilton no GP da Itália. Largando em terceiro, o Inglês não tinha o melhor carro e mesmo assim derrotou as duas Ferrari em Monza e deu um banho de água fria na torcida Italiana.

Além da consistência, Lewis dependeu de uma estratégia implacável da Mercedes e também do toque com Sebastian Vettel logo na primeira volta. Vettel que após cair pra última posição, escalou o pelotão, terminou em quarto e mesmo assim se viu 30 pontos atrás de Hamilton na disputa pelo título.

Vettel roda na chincane roggia

Em casa, as Ferrari demonstraram muita velocidade. Durante todo o final de semana, foram mais rápidos e Lewis sabia que não seria fácil derrota-los. No sábado, Raikkonen fez uma volta fantástica e se colocou na pole position, seguido por Vettel e Hamilton. Os três largaram e Raikkonen mostrou que estava na pista para ganhar segurando a ponta, passando pela primeira chicane ilesos. Na curva grande, Hamilton pegou o vácuo de Vettel e na chicane della roggia iniciou a ultrapassagem por fora mas o alemão não recuou e optou por dividir a curva – baita erro. Os dois se tocaram e Vettel rodou, caindo pra última posição.

Após um período de safety car, Hamilton usou do vácuo que tinha e ultrapassou Raikkonen na reta, mas o finlandês reagiu imediatamente, assumindo a ponta na chicane dela roggia.

Raikkonen liderou boa parte da corrida

Na janela de pit stop, a Ferrari trouxe Raikkonen para fazer sua parada e a Mercedes optou por manter Hamilton e Bottas na pista. Quando o Inglês fez sua parada, voltou em terceiro atrás de Bottas e Raikkonen e com pneus mais novos poderia atacar o Homem de Gelo. Finalmente quando Bottas fez sua parada, os pneus de Raikkonen já estavam deteriorados e bastaram poucas voltas para Hamilton atacar, tomar a liderança e dar um banho de água fria nos tifosi.

Max Verstappen terminou em quinto, seguido por Sérgio Perez, Esteban Ocon, Carlos Sainz, sucessivamente. Lance Stroll terminou em 9° e graças a desclassificação de Romain Grosjean, a Williams de Sergey Sirotkin completou o top 10.

Hamilton vence na Itália

Depois que Daniel Ricciardo anunciou a saída da Red Bull, não conseguiu mais terminar nenhuma corrida. O australiano foi forçado a abandonar a corrida com uma falha de motor na 25ª volta.

Depois de uma corrida espetacular em Monza, a F1 volta no próximo dia 16 no circuito urbano de Marina Bay, em Singapura.