Bom humor: o elixir da longa vida

13 de março de 2018
Gisele M. Machado
por

Coach de Relacionamento e Palestrante Motivacional

Pare para refletir: o dia tem vinte quatro horas, destas, provavelmente você durma umas oito horas, restando, portanto, dezesseis horas. A pergunta é: como você desfruta essas horas, com BOM HUMOR OU MAU HUMOR?

Está provado cientificamente que o BOM HUMOR alonga a nossa vida. Ele traz uma qualidade ímpar aos nossos relacionamentos, nada pode ser mais desagradável do que um ser mal-humorado. O mau humor sobrecarrega sua existência, a pessoa se torna indesejável, desagradável, para não dizer insuportável. Por ser um sentimento negativo, e muitas das vezes não percebemos, a tendência de nossa vida é não deslanchar, afinal, só enxergamos o lado sombrio, não somos capazes de relaxar e acolher com leveza e compaixão nossos erros e os alheios. Nada pode ser mais chato e cansativo que uma pessoa mal-humorada.

Por outro lado, é prazeroso ficar junto de uma pessoa bem-humorada. A vida fica mais leve, os desafios (não gosto de usar a palavra problema, pois tem uma conotação negativa) ficam mais fáceis de serem transpostos, porque a carga é mais leve. O bom humor é semelhante a um escudo, e assim, como um músculo do corpo deve ser exercitado diariamente. Quando permitimos que ele norteie nossa vida, qualquer dificuldade que apareça fica mais fácil de ser superada. O filósofo Eduardo Miranda faz uma metáfora interessante a esse respeito: “O bom humor é comparado ao recreio da escola, o intervalo onde relaxamos quando estamos aprendendo algo novo.”

Portanto, devemos relaxar mais, levar a vida com mais leveza, sempre com toques de contemplação. Entendamos que, o mau-humor adoece, massacra a alma, envelhece precocemente, física e espiritualmente. A alegria do bom humor não se compara a dor do mau humor. Ah, mas é impossível ser bem-humorado vinte quatro horas, não se você o exercitar com força e garra. Uma dica excepcional que funciona perfeitamente neste exercício, é a meditação. É compreensível que o mau-humor é inerente a existência humana, entretanto, esse mal-estar pode ser neutralizado, ou seja, aliviado com a prática da meditação diária. Pare alguns minutos por dia e faça uma pausa, meditar é uma forma inteligente de treinar esse comportamento. Como disse anteriormente, assim como os músculos do corpo precisam de treino, o bom humor também precisa ser exercitado. Tenho certeza que se você praticar diariamente, sua vida dará um salto qualitativo sem precedente e seus pares serão contagiados por esse sentimento tão adorável que é o BOM HUMOR. Tente, experimente, tenha uma vida inteligente.