Sidebar

24
julho segunda

Reunião aconteceu no Palácio Pedro Ludovico Teixeira na tarde dessa quinta-feira, 20, e foi acompanhada por secretários das duas esferas de governo
 

O prefeito Iris Rezende, acompanhado dos secretários municipais Samuel Almeida (Segov), Agenor Mariano (Seplanh), Paulo Ortegal (Chefe de Gabinete) e Fernando Meirelles (Cmtc), se encontrou hoje, 20, com o governador de Goiás, Marconi Perillo. A reunião aconteceu no Palácio Pedro Ludovico Teixeira e teve como pauta o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia.

Já no início da reunião, o prefeito Iris Rezende destacou sua preocupação com o transporte coletivo e propôs a Marconi Perillo a criação de uma comissão com representantes do município e do Estado para implantação de novas linhas entre os bairros de Goiânia e de linhas intermunicipais. “É fundamental, no entanto, que essas novas linhas não onerem os usuários goianienses”, lembrou .

 Além do transporte coletivo, os chefes dos executivos municipal e estadual falaram também sobre a Saneago. O governador Marconi Perillo garantiu ao prefeito que a estatal não corre o risco de ser privatizada e para reforçar seu compromisso pediu ao prefeito que indique um nome para compor o Conselho Administrativo da empresa. 'E quero dizer ainda que estamos abertos à sua orientação no que diz respeito a Saneago. Acredito que um dia a privatização deverá ser discutida, mas eu não vou abrir este diálogo e não vou privatizar”, reforçou Perillo.

 Em clima de descontração, Iris Rezende brincou com o governador ao cobrar recursos do Goiás na Frente, programa do governo Estadual que tem firmado convênios com as prefeituras goianas. 'Goiânia já está enciumada por ficar de fora da distribuição destes benefícios', afirmou em tom descontraído. Em outro momento do encontro, o prefeito discutiu com o governador parcerias para execução de projetos da prefeitura, entre eles a continuação da Avenida Leste-Oeste. Iris Rezende afirmou ao governador que vai compartilhar o projeto com o governo Estadual para que o Estado possa contribuir com recursos para a obra.

 A reunião durou cerca de 50 minutos e ao final o prefeito cobrou do governo de Goiás uma maior colaboração financeira para a Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC) e ouviu do governador a garantia de que todos os esforços do governo Estadual serão dispensados para garantir uma prestação de serviços de qualidade para a população da região metropolitana de Goiânia

Fonte: Ascom Prefeitura de Goiânia
 

Coordenador do programa, vice-governador afirma durante lançamento no Conjunto Vera Cruz II que iniciativa gera “ciclo virtuoso” para a economia, com geração de milhares de empregos. “Estamos fazendo política com amor e responsabilidade”, diz. Serão construídas 30 mil moradias até o final de 2018

 
“Esta é a vertente social do Governo do Estado pautada pela solidariedade e pela ajuda aos que mais precisam”, disse o vice-governador José Eliton durante lançamento do Goiás na Frente Habitação, destinado à construção de 30 mil moradias populares nos 246 municípios goianos. Coordenador do programa, ao lado do governador Marconi Perillo, ele ressaltou as qualidades de uma iniciativa que “ampara e protege”.
 
O evento foi realizado na tarde desta quinta-feira (20/07) no Conjunto Vera Cruz II, ao lado do Residencial Nelson Mandela, em Goiânia. Foram assinados convênios com os 56 primeiros municípios aptos a participar do programa por já terem apresentado as áreas para construção das moradias.
 
“Estas são ações que levam justiça social a cada canto do estado. Estamos fazendo política com amor e responsabilidade”, celebra José Eliton.
 
O vice-governador também disse que “o programa leva habitação para o homem do campo”. Segundo afirma, “é uma ação gigantesca que, além da garantir o sonho da casa própria, gera um ciclo virtuoso para a economia de Goiás”. José Eliton avalia que “veremos a geração milhares de empregos e Goiás, mais uma vez, será exemplo para todo o Brasil”.
 
José Eliton afirma que “o Goiás na Frente Habitação dá o direito para a família goiana construir um lar”. Segundo ele, “é isso que nos move a seguir na política”. O governador Marconi, diz, “é exemplo para a nação brasileira”.
 
Os 56 primeiros municípios beneficiados representam todas as regiões de Goiás, e terão 10.253 unidades habitacionais com investimento de R$ 1 bilhão. O Goiás na Frente Habitação prevê, no total, a construção de 30 mil casas nos 246 municípios até o final de 2018.
 
O Goiás na Frente Habitação envolve a apresentação das áreas pelas prefeituras e a liberação de recursos pelo governo estadual (por meio do Cheque Mais Moradia), e pelo governo federal, por meio da Caixa Econômica Federal. Os recursos serão liberados ao longo deste ano e do ano que vem.
 
Com o programa Casa Legal, a Agehab atua desde 2011 para regularizar mais de 100 bairros em 52 municípios. Já foram entregues 17,5 mil escrituras do Casa Legal até agora. Outras 30.130 escrituras estão em andamento na Agehab.

André Rocha recebe na próxima segunda-feira (24) os representantes do setor sucroenergético de vários estados brasileiros para reunião do Fórum Nacional Sucroenergético.


Presidentes e diretores executivos de entidades ligadas ao setor sucroenergético nacional vão se reunir na próxima segunda-feira (24) para definir estratégias e estabelecer metas para o Fórum Nacional Sucroenergético, dirigido pelo presidente-executivo dos Sindicatos da Indústria de Fabricação de Açúcar e de Etanol do Estado de Goiás (Sifaeg/Sifaçúcar), André Rocha.

Homenagens

No dia seguinte, terça-feira (25), os presidentes e diretores executivos das entidades serão condecorados pelo governador Marconi Perillo com a Ordem do Mérito do Anhanguera, a mais alta comenda do Estado. 

Entre eles está o Presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar /PE), Renato Augusto Pontes Cunha; o Presidente do Sindicato da Indústria da Fabricação do Álcool do Estado de Mato Grosso do Sul (Biosul), Roberto Hollanda Filho, a Diretora-Presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Elizabeth Farina; o Presidente-Executivo da União dos Produtores de Bioenergia (Udop), Antônio Cesar Salibe; além do Presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas do Estado de Minas Gerais (Siamig), Mário Ferreira Campos Filho . O agraciamento será durante a solenidade de transferência da capital para a cidade de Goiás.

 

A atração gratuita abre as atividades do evento voltado para o mundo digital

O Aparecida Shopping recebe no dia 21 de julho a abertura do 1º Festival Córtex: Experiências Digitais, com a exposição virtual “Conheça sua cidade”. A atração, assim como as outras da programação do evento, tem o objetivo de fomentar a cultura digital e promover a interação do público com o mundo da tecnologia.

Até o dia 30 de julho, das 14h às 22h, o público vai poder visitar gratuitamente a atração que proporciona uma experiência de passeio turístico virtual em 360º por Aparecida de Goiânia. “Após colocar os óculos de realidade virtual (VR), os visitantes poderão se deslocar no ambiente e até ver informações da região”, explica Leonardo Alves, desenvolvedor do programa utilizado na mostra.

Enquanto uma pessoa explora a cidade, as outras vão poder acompanhar tudo que está sendo visto através de telões que estarão instalados no espaço da exposição. Dentre os pontos da cidade de Aparecida que poderão ser explorados virtualmente estão a Igreja da Matriz, CEU das Artes Orlando Alves Carneiro e Monumento às Nações Indígenas.

A exposição “Conheça sua cidade” é realizada pela Prefeitura de Aparecida e parceiros, como o objetivo de valorizar os pontos visitados e resgatar a identidade cultural do município de Aparecida. A programação completa e informações sobre outros lugares que recebem o evento podem ser acessados pelo site eventos.aparecida.go.gov.br/córtex.

Serviço
O que: Exposição “Conheça sua cidade”
(Tour digital com óculos de realidade virtual e imagens 360°)
Quando: De 21 a 30 de julho, das 14h às 22h
Onde: Aparecida Shopping (andar térreo) 
Av. Independência, Área 1, Setor Serra Dourada, Aparecida de Goiânia

"Instinto" foi exibida no Museu Histórico e Militar do Chile na capital Santiago, onde permaneceu até 16 julho, com público record.


"Instinto" é composta por 22 telas - 11 de cada artista - sob a curadoria da cubana Dayalis Gonzáles Perdomo e do goiano Gilmar Camilo. A abertura da mostra está marcada para as 19 horas, com entrada gratuita.

O projeto tem apoio institucional do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás (Seduce/Governo de Goiás) e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Goiânia (Prefeitura de Goiânia). No Chile, a coordenação esteve a cargo da Universidade Tecnológica Metropolitana do Estado do Chile, com apoio da Embaixada do Brasil.

A produção é de Malu da Cunha. "A exposição faz parte da comemoração de 10 anos de intercâmbio com o Chile.

"Quando vejo suas obras o que mais me comove é a sinceridade, a paixão desenfreada, a transparência sem poses. Ambos são desses raros artistas, cada vez mais raros artistas, que não sabem fazer outra coisa que não seja pintar. A arte é para eles instinto vital, espaço que lhes permite que se mantenham conectados com a realidade, permanecer como seres humanos em seu meio", afirma Dayalis na apresentação dos trabalhos de Fogaça e Pitágoras.



Sobre os artistas

Gerson Fogaça nasceu na Cidade de Goiás, em 1967. Tem no currículo individuais no Chile, na Espanha, na Bélgica, em Cuba, na Argentina e na Alemanha.

Pitágoras Lopes nasceu em Goiânia, em 1964. Assinou individuais na Espanha, na Venezuela e nos Estados Unidos. Ambos são autodidatas e seus trabalhos já percorreram também várias cidades brasileiras.


Resumo

Exposição "Instinto", de G. Fogaça e Pitágoras Lopes
Abertura: 25 de julho, às 19 horas
Local: Museu de Arte de Goiânia
Visitação: de 26 de julho a 03 de setembro de 2017
terça a sexta feira - das 09 às 12 horas e das 13 ás 17 horas
sábados, domingos e feriados - das 08 às 18 horas
Agendamento: (62) 3524 1190/1189
Endereço: Rua 01, 605, Bosque dos Buritis - Setor Oeste
74.115-040 Goiânia - GO
Curadoria: Dayalis Gonzáles Perdomo e Gilmar Camilo
Produção: Malu da Cunha – contato: 984168294

O monumento com mais de 260 anos integra o Conjunto Arquitetônico, Urbanístico, Paisagístico e Histórico da Cidade de Pirenópolis e já estava há cinco anos sem receber nova pintura em sua fachada

Depois de cinco dias de um trabalho cuidadoso, a Igreja Nosso Senhor do Bonfim em Pirenópolis celebra nesta sexta-feira, 21, a nova pintura de sua fachada com a realização de uma missa sertaneja às 19h30. A cerimônia religiosa seguirá as tradições católicas, mas com a temática carregada de valores do sertão, com canções típicas que retratam a vida e a religiosidade do homem do campo. A celebração será aberta à comunidade.

A Igreja de Nosso Senhor do Bonfim não recebia pintura desde 2012. O trabalho foi uma ação de responsabilidade social do Quinta Santa Bárbara Eco Resort, empreendimento hoteleiro que está sendo construído no terreno ao lado da igreja. A execução dos serviços foi acompanhada pelo engenheiro civil Newton Figueiredo Neto, também responsável técnico pelas obras provisórias do resort. A área externa total pintada foi de 508 m².

A Igreja permaneceu com a cor que estava, branco neve nas alvenarias e azul claro e escuro nas molduras, portal e janelas. Antes do início do serviço, foi apresentado aos  técnicos do Iphan os testes de cores de tintas para certificar que a pintura seguisse a original. Ao todo, foram gastos aproximadamente 140 litros de tinta entre esmaltes sintéticos e tinta lisa. A pintura seguiu as etapas de raspagem para remoção da camada fofa e banho de tinta de duas a três demãos.

Responsável pela Paróquia, Padre Augusto disse que a pintura foi muito bem vinda, já que a igreja não recebia manutenção da pintura há cinco anos. “É muito importante essa revitalização para a nossa comunidade. É de suma valia para nós e para nossa cidade porque manifesta o interesse de, juntos, continuarmos mantendo e preservando um patrimônio tão belo quanto esse”, destaca.

O padre lembra que a Igreja tem uma importância muito grande, pois retrata um período importante da história do país. “Por isso, preservar é essencial. Fica aqui nossa gratidão e desejamos que essa parceria continue, porque quem mais se beneficia com isso é a nossa comunidade”, afirma.

A igreja

A Igreja Nosso Senhor do Bonfim, construída em meados do século XVIII, integra o Conjunto Arquitetônico, Urbanístico, Paisagístico e Histórico da Cidade de Pirenópolis e é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1990. A edificação acumula 260 anos de história e foi construída por escravos, entre 1750 e 1754. No passado, ela recebeu da Bahia uma imagem de tamanho natural do Nosso Senhor do Bonfim, levada à Pirenópolis por um comboio de mais de 250 escravos a mando do Sargento-Mor Antônio José. Até hoje, é costume entre os moradores da cidade é pedir a benção do Senhor do Bonfim antes das grandes realizações, como viagens, casamentos e manifestações religiosas, como a Festa do Divino e as Cavalhadas.

A Filarmônica de Goiás realiza,  hoje, às 20h30, no Teatro Goiânia, mais uma apresentação da série de concertos “Quinta Clássica” e traz como convidados a regente italiana Valentina Peleggi e o pianista brasileiro Miguel Rosselini. Um dos destaques do espetáculo é a execução da obra “ a Armera” composta pelo compositor, pianista e musicólogo austríaco Gunter Bauer, que desde 2004 é professor da Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás. Através da obra, Bauer procura homenagear as cerca de 20.0 000 pessoas da cidade de Armero, na Colômbia, que morreram após a erupção do vulcão Nevado Del Ruiz, em novembro de 1985. 
No programa também estão as obras Concerto para piano nº2 em de Chopin e a Sinfonia nº39 de Mozart.
A entrada é gratuita.
 
VALENTINA PELEGGI
 
Valetina Peleggi é Regente Titular do Coro da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e Regente em Residência da Osesp no biênio de 2017-2018. Após atuar em 2016 como Regente Assistente, professora da classe de regência na Academia da Osesp e preparadora do Coro, finalizou o ano aclamada pela crítica, recebendo o Prêmio de Melhor Regente do Ano pela APCA.
Formada em regência pelo Conservatório Santa Cecília, em Roma, radicou-se em Londres, onde estudou na Royal Academy of Music.
Valentina trabalhou como assistente do maestro Bruno Campanella em produções na Itália, na França e nos Estados Unidos. Já atuou também com a Orchestra della Toscana, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, BBC Concert Orchestra, Tonhalle Orchester, Baltimore Symphony Orchestra e outras.
Regente honorária do Coro da Universidade de Florença, onde foi diretora musical por dez anos, venceu o prêmio de regência do Festival Internacional de Campos de Jordão (2014) e a Taki Concordia Conducting Fellowship (2015-7).
 

 Nova agência do Vapt Vupt, instalada no Lozandes Shopping, já está aberta ao público

O governador Marconi Perillo inaugurou hoje de manhã, no Parque Lozandes, a 79ª agência do Vapt Vupt do Estado. Trata-se de uma antiga reivindicação dos moradores da região Leste de Goiânia. A nova unidade, que oferece uma gama variada de serviços públicos, já está aberta ao público no Lozandes Shopping, na Avenida Olinda.

Ao inaugurar a unidade, ao lado do secretário de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita, Marconi afirmou que o Vapt Vupt é o melhor serviço dessa natureza no Brasil, um dos mais avançados do mundo. Ele explicou que a ideia de concentrar, num só local, um conjunto de serviços públicos, surgiu em 1999. De lá para cá foram instaladas 79 unidades, em 60 municípios, e a previsão é que até o final de 2018 sejam 100 unidades em todo o Estado.

Na solenidade de inauguração, Marconi lembrou que para criar o Vapt Vupt se inspirou na experiência do Poupa Tempo, em São Paulo, lançado pelo então governador Mário Covas. Mas a diferença é que no estado de São Paulo, onde vivem aproximadamente 45 milhões de pessoas, não chegam a 30 o número de unidades e em Goiás, com uma população de 7 milhões de habitantes, já foram instalados 79 Vapt Vupts. “Esse é grande diferencial: um governo absolutamente comprometido com a prestação de serviços”, observou.

Destacou que o Vapt Vupt concentra todos os serviços essenciais à vida moderna, não apenas do Estado, mas também de outros entes federativos, como União e Municípios, com funcionários “bem treinados, preparados para atender bem ao usuário, que é o cliente desses serviços que o Estado disponibiliza, através das agências do Vapt Vupt.

O governador explicou ainda que a unidade do Vapt Vupt no Parque Lozandes tem por objetivo atender a uma região de Goiânia que cresceu muito nos últimos anos, destacando que a agência atende a todos indistintamente, “pobres ou ricos”, que residem na região Leste/Sul. Por fim, enfatizou que o Vapt Vupt de Goiás é o mais avançado do Brasil e um das melhores experiências do tipo no mundo.

“É impressionante o quanto eu recebo de elogios de pessoas de pessoas comuns, do povo, que, ao visitarem uma unidade do Vapt Vupt, se sentem como se estivessem numa loja de um grande país civilizado europeu ou dos Estados Unidos”, disse Marconi, acrescentando que em alguns aspectos o Brasil é mais avançado do que alguns desenvolvidos, como por exemplo a  Justiça Eleitoral, “que é mais avançada do que a dos Estados Unidos”, basta citar, segundo ele, a urna eletrônica brasileira, uma das mais avançadas do mundo. Ao final, sentenciou: “Declaro inaugurado o Vapt Vupt do Parque Lozandes”.

 Além da Colônia de Férias, realizada no começo deste mês, as crianças atendidos pelos Centros de Convivência, da Secretaria de Assistência Social, continuam aproveitando as férias escolares com muita diversão. Nessa sexta-feira, 21, os alunos do Centro de Convivência Jardim das Hortênsias e Ecovam terão um dia completo de lazer no SESI Aparecida e no Park Flamboyant em Goiânia, respectivamente.  

Pela primeira vez em Aparecida, os Centros de Convivência do município permanecem funcionando durante o período de férias escolares. Entendendo a dificuldade dos pais que trabalham nessa época e dando oportunidade às crianças que não podem viajar ou passear, as unidades continuaram seus trabalhos normalmente.

Porém, essa nova novidade busca levar aos alunos atividades diferenciadas, que visam mais diversão e interatividade, como brincadeiras, gincanas e passeios. Os centros de Convivência atendem hoje mais de 1,5 mil crianças do município.
 

Veículos fabricados há 25 anos ou mais e não licenciados nos últimos 10 anos ou mais serão baixados do sistema automaticamente.
  Os proprietários de veículos antigos e sem licenciar há vários anos devem ficar atentos. Entrou em vigor, a resolução n° 661/2017 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que regulamenta a respeito da "Frota Desativada", determinando aos Detrans que procedam a baixa automática de veículos fabricados há 25 anos ou mais e que estejam sem licenciar há 10 ou mais anos. Esses veículos serão excluídos da dívida ativa.
  O Contran presume que, se o veículo foi fabricado há 25 anos ou mais e está sem licenciar há 10 anos ou mais, ele não esteja mais circulando. Assim, o Detran-GO irá notificar os proprietários cujos veículos atendam a esses dois critérios. Caso os veículos não estejam mais circulando, não será necessária nenhuma providência. Porém, se houver interesse em manter o mesmo em circulação, é preciso que seja feita a regularização do licenciamento anual.
 Os veículos baixados continuam no sistema, mas com a observação "Frota Desativada". Os automóveis e motocicletas com esse indicativo e que forem flagrados circulando estarão sujeitos à multa e apreensão e à medida administrativa de remoção, prevista no artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Notificações da Dívida ativa

  A nova norma Contran entrou em vigor no meio do processo de notificação de Dívida Ativa do Detran-GO, iniciado em maio de 2016. Por isso, muitos proprietários cujos veículos já podem ser classificados como "Frota Desativada" receberam a carta, mas não irão responder a processo de cobrança. Os processos que se enquadram nesses termos e que já foram iniciados serão paralisados.
  A notificação da dívida ativa, prevista na Lei nº 17.790/2012, tem como objetivo a atualização do cadastro da frota, mantendo ativos apenas os veículos que estejam realmente circulando, a retirada de pendências de terceiros dos CPFs dos proprietários, e a redução da inadimplência. Ao todo, 200 mil proprietários de veículos com licenciamento vencidos foram notificados.
 O número de notificações, apesar de parecer grande, representa menos de 5% da frota goiana (3.746.349 veículos). Uma boa parcela dos veículos com licenciamento vencido há mais de cinco anos já pararam de rodar, mas continuam nos sistemas do Detran-GO e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Isso, porque foram inutilizados de forma irregular ou foram vendidos a terceiros sem a devida comunicação com o Detran-GO.

Responsabilidades dos proprietários

  Pela legislação, todo veículo deve estar atrelado a um Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou a um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), sendo responsabilidade exclusiva do proprietário manter os dados atualizados junto ao departamento de trânsito de seu estado. Quando um veículo deixa de circular, cabe ao proprietário informar formalmente ao órgão executivo de trânsito, efetuando a baixa do veículo. A baixa do veículo é gratuita.
  Quando o veículo é comercializado também é dever do vendedor fazer o comunicado de venda. Enquanto isso não ocorre, o proprietário legal continua sendo responsável pelo veículo e respondendo pelas obrigações tributárias, multas e até por eventuais crimes de trânsito cometidos pelo novo dono.
  Por isso, o Detran-GO oferece de forma gratuita serviços como o Comunicado de Venda e a Baixa do Veículo. Conforme o artigo 134, do Código de Trânsito Brasileiro o proprietário deve fazer o comunicado de venda em até 30 dias após a venda do veículo. Essa ação o isenta de responder por débitos e multas de responsabilidade do novo dono. Para fazer o comunicado basta levar a qualquer unidade Vapt Vupt uma cópia autenticada do Certificado de Registro do Veículo, devidamente preenchido e com firma reconhecida nas assinaturas do comprador e vendedor, e documentos pessoais.
-- 

Fonte: Gerência de Comunicação Detran-GO
 
 

Com o debate, ANTT espera receber contribuições para aprimorar os estudos técnicos e as minutas do edital e do contrato

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizou na última quinta-feira (20), em Goiânia, a Audiência Pública nº 007/2017, destinada a receber contribuições para aprimorar os estudos técnicos e as minutas do edital e do contrato da subconcessão da Ferrovia Norte-Sul (FNS), trecho do Porto Nacional (TO) a Estrela D’Oeste (SP), projeto integrante do Programa de Parcerias de Investimentos do governo federal. A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), que sempre esteve à frente de diversas discussões relacionadas à infraestrutura, estará presente e mobiliza empresários e parlamentares para participar da audiência. “Uma das principais bandeiras foi colocar em operação a Ferrovia Norte-Sul, que muita agregará ao setor produtivo do Estado”, afirma Célio Eustáquio de Moura, presidente do Conselho Temático de Infraestrutura da Fieg (Coinfra/Fieg)
A FNS é concedida à empresa pública Valec Engenharia, Construções e Ferrovias. Para essa subconcessão, o trecho ferroviário de 1.537 quilômetros de extensão divide-se em dois subtrechos: Tramo Central, compreendido entre Porto Nacional (TO) e Anápolis (GO), que possui 100% da infraestrutura construída, e a Extensão Sul, compreendida entre Ouro Verde de Goiás (GO) e Estrela D’Oeste (SP), com mais de 90% de construção concluída.
Segundo os estudos realizados pela agência reguladora, o investimento estimado é de cerca de R$ 2,8 bilhões. Por tratar-se de trecho ferroviário em fase final de implantação, a maior parte dos investimentos a serem realizados pela subconcessionária está associada à aquisição de material rodante, correspondendo a cerca de 85,2% do que está previsto.
Partindo do município de Porto Nacional, a ferrovia atravessará o Tocantins e passará por todo o Estado de Goiás, até chegar a Estrela D´Oeste, em São Paulo. Em Porto Nacional, esse trecho ferroviário conecta-se ao Tramo Norte da FNS, possibilitando o acesso ao Porto do Itaqui, no Maranhão, em bitola larga; e em Estrela D’Oeste estará interligada à Malha Paulista, concedida atualmente à América Latina Logística Malha Paulista (ALLMP), permitindo a conexão da FNS ao Porto de Santos e ao polo econômico e industrial de São Paulo, também em bitola larga.
O processo de subconcessão será realizado por meio de licitação, na modalidade de leilão com participação internacional, sendo que a análise da proposta econômica deverá ser o de maior valor de outorga. O edital deverá ser publicado até o fim de 2017 e a realização do leilão está prevista para o início de 2018.
Ferrovia – A Ferrovia Norte-Sul foi projetada para promover integração nacional e minimizar custos de transporte, por meio das suas conexões a ferrovias novas e existentes. É considerada a espinha dorsal do sistema ferroviário brasileiro e um dos principais projetos para escoamento da produção agrícola do País.
Em relação ao transporte de cargas, inicialmente está prevista demanda de 1,2 milhão de toneladas e, em 2020, um alcance de aproximadamente 8 milhões. Ao final do período da subconcessão, o trecho ferroviário pode captar demanda equivalente a aproximadamente 23 milhões de toneladas, com predominância das cargas gerais e dos granéis sólidos agrícolas.
NORTE-SUL PERDE TRANSPORTE
Desde a inauguração, em 2014, somente dois transportes de carga foram realizados a partir de Anápolis na Ferrovia Norte-Sul. Além desses eventos, considerados testes, havia expectativa de que, finalmente, o trecho goiano seria utilizado este ano. Porém, a Brado, empresa especializada em logística de contêineres, que seria responsável por transporte de mercadorias até o Norte do País, frustrou a operação que faria.
A Brado deve transferir 20 plataformas que foram enviadas a Goiás para as regiões de atuação da Rumo, concessionária que tem participação na empresa. Assim, as unidades podem ir para São Paulo, Mato Grosso do Sul e para o Sul do País. Cada plataforma tem capacidade para dois contêineres e cada viagem da composição representaria 40 caminhões.
"É um retrocesso para a operação. Já havia o investimento para deixar a condição favorável. Por isso, será muito importante a audiência pública que vai ocorrer na quinta-feira (20) sobre a subconcessão do trecho de Porto Nacional (TO) a Estrela D’Oeste (SP), porque vai permitir a operacionalização", pontua Célio Eustáquio de Moura, sobre o evento que ocorrerá em Goiânia. O leilão desse trecho da ferrovia está previsto pelo governo federal para o primeiro trimestre de 2018 e o investimento estimado é de cerca de R$ 2,8 bilhões. A expectativa é de que com regras mais claras a insegurança de investir no trecho acabe e mais em presas possam se beneficiar do modal.
 
SERVIÇO
Audiência pública sobre subconcessão de trecho da Ferrovia Norte-Sul
Data: 20/07/2017
Horário: das 14 às 18h
Endereço: Hotel Plaza Inn Augustus - Sala Império Romano – Av. Araguaia, nº 702 – Centro – Goiânia-GO

Fonte: Ascom Fieg

Foi registrado um acréscimo real de 3% em relação a junho do ano passado

A arrecadação total das Receitas Federais atingiu, em junho de 2017, o valor de R$104.100 milhões , registrando um acréscimo real (IPCA) de 3,00% em relação a junho de 2016. No período acumulado de janeiro a maio de 2017, a arrecadação registrou o valor de R$ 650.206 milhões, com acréscimo pelo IPCA de 0,77%.

Quanto às Receitas Administradas pela RFB, o valor arrecadado foi de R$ 102.322 milhões, que corresponde a um acréscimo real (IPCA) de 3,17% em relação a junho de 2016, enquanto que, no período acumulado de janeiro a junho de 2017, tal valor chegou a R$ 630.807 milhões, representando um decréscimo real (IPCA) de 0,20%.

De acordo com o Chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros, auditor-fiscal Claudemir Malaquias, "O resultado da arrecadação federal no primeiro semestre de 2017 deve ser avaliado como positivo. Seguindo os indicadores macroeconômicos da produção industrial, vendas no varejo e o crescimento da massa salarial foram refletidos no aumento real da arrecadação no mês de junho."

Fonte: Ascom Receita Federal

 
 "Mambaí virou um verdadeiro canteiro de obras durante os quatro mandatos do governador Marconi", diz prefeito

 Terceiro destino da Caravana do Goiás na Frente nesta quarta-feira, o município de Mambaí foi beneficiado com liberação de R$ 2,5 milhões em recursos do Governo de Goiás. O governador Marconi Perillo assinou convênio com o prefeito Joaquim Barbosa Filho (PP), autorizou suplementação de R$ 300 mil no crédito do Banco do Povo e entregou R$ 280 mil em Cheques Mais Moradia.

Ao receber o governador Marconi Perillo e o vice-governador José Eliton na manhã desta quarta-feira (19) para assinatura de convênio do programa Goiás na Frente, o prefeito de Mambaí, Joaquim Barbosa Filho (PP) reconhecer que “nossa cidade virou um verdadeiro canteiro de obras durante os quase quatro mandatos do governador Marconi Perillo”. 

O prefeito recordou várias obras realizadas pelo governo do Estado beneficiando o município, destacando a pavimentação dos oito quilômetros que ligam Mambaí à divisa com o Estado da Bahia. A pavimentação foi compromissada pelo governador Marconi durante sua segunda eleição ao governo, em 2010. Em 2011 ela já tinha sido inaugurada. “Isso sim é compromisso de gente séria, trabalhadora, que tem palavra”, resumiu o prefeito.

Prefeitura vai usar recursos em pavimentação

Pelo convênio assinado hoje, Mambaí terá R$ 2 milhões para investir na pavimentação e recuperação asfáltica, promover melhorias na creche e em uma escola municipal. O governador também assinou Ordem de Serviço autorizando mais R$ 300 mil para os cofres do Banco do Povo que está iniciando as suas atividades na cidade. Na área habitacional, o governador autorizou a distribuição de 99 Cheques Moradia - Modalidade Reforma no valor total de R$ 280 mil. 

Ao discursar na solenidade que reuniu cerca de mil pessoas, o governador informou que o estado irá retomar as obras de construção do aeroporto da cidade. “Nós iniciamos essa obra que, infelizmente parou porque a empresa responsável pelos serviços abandonou o projeto. Estamos vencendo as etapas burocráticas para reiniciarmos os trabalhos o mais rápido possível”, anunciou.

Ao finalizar seu pronunciamento, o governador comemorou o que chamou de “saldos positivos” de seu governo. “Estamos vendo as coisas acontecerem. Por todas as cidades estamos fazendo escolas, obras de saneamento, estradas e investindo em ações sociais. Esse é o verdadeiro sentido para quem governa. Estamos felizes, satisfeitos e energizados para continuar a fazer cada vez mais”.

Fonte: Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás.

Foco desta edição será fazer uma avaliação da pós regulamentação dos Drones para usos comerciais no Brasil, conhecer como está sendo feita a fiscalização e a necessária flexibilização da legislação para aerolevantamentos

 No dia 26 de outubro acontece em São Paulo (SP) o IV Fórum Empresarial de Drones. Confirmaram presença representantes do Ministério da Defesa, Polícia Militar, Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), além da Associação Brasileira de Multirrotores (ABM) e da Associação Nacional de Empresas de Aerolevantamentos (ANEA). Na ocasião, serão discutidas, além da regulamentação, questões relacionadas a precificação dos serviços, formação de pilotos, pesquisas de mercado, potencial do mercado de delivery e aplicações dos drones nos setores de segurança, agricultura, mapeamento, topografia e inspeção de obras.

A primeira e segunda edição do Fórum foram realizadas em março e outubro de 2016, respectivamente, sendo que o terceiro encontro foi em maio deste ano. O Fórum Empresarial de Drones foi idealizado por Emerson Granemann, fundador da MundoGEO e criador da feira DroneShow, como forma de integrar e manter os empresários do setor em constante contato via redes sociais. O foco do grupo é discutir legislação, mercado e boas práticas, com o objetivo de dar voz e fortalecer a cadeia produtiva do setor, priorizando a segurança e a qualidade nas atividades.

Nessa quarta edição o evento tem uma programação voltada a empresários e usuários desta tecnologia. O principal foco dos temas será a legislação e os resultados do uso da tecnologia para várias aplicações. São esperados no Fórum profissionais que já estão ou querem empreender no setor e também os contratantes dos serviços que desejam conhecer o potencial e as aplicações da tecnologia. Além disso, em paralelo ao Fórum, de 24 a 26 de outubro haverá 5 cursos e uma Mostra de Tecnologia Embarcada e Drones.

Confira a programação completa do IV Fórum de Empresários de Drones:

9h às 9h15 – Pesquisas de mercado elaboradas pela Plataforma Dronegócios – Palestrante: Emerson Granemann – Diretor da MundoGEO, idealizador da DroneShow e moderador do Fórum Empresarial DroneShow
9h15 às 10h45 – Avaliação dos primeiros meses após a regulamentação do setor – Palestrantes: Representantes da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil – e DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo
11h às 12h30 – Registro de empresas que usam drones para mapeamento no Ministério da Defesa – Palestrante: Representantes do Ministério da Defesa
14h às 14h30 – Fiscalização do uso de drones – Palestrante: Representante da Polícia Militar do Estado de São Paulo
14h30 às 15h – Resultados e potencial do uso de drones para inspeções de obras – Palestrantes: a serem definidos
15h às 15h30 – Resultados e potencial do uso de drones para segurança pública e privada – Palestrantes: a serem definidos
16h00 às 16h30 – Formação para pilotos BVLOS e acima de 120 metros – Palestrantes: a serem definidos
16h30 às 17h – Resultados e potencial do uso de drones para mapeamento – Palestrantes: a serem definidos
17h às 17h30h – Resultados e potencial do uso de drones no agronegócio – Palestrantes: a serem definidos

Conheça a programação detalhada do Fórum e dos 5 cursos que acontecem na mesma semana e local: www.droneshowla.com/forum. Importante: os cursos são presenciais, enquanto o Fórum Empresarial é presencial e também terá transmissão online para os inscritos.

Mais informações:
Email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Telefone (41) 3338-7789 | (11) 4063-8848
WhatsApp: (41) 999 191 357


Sobre a MundoGEO

As feiras MundoGEO#Connect e DroneShow são uma realização anual da MundoGEO, empresa de mídia e comunicação fundada em 1998 e hoje líder na América Latina em seu segmento de atuação no setor geoespacial. A MundoGEO é uma plataforma de conexão de mais de 100 mil profissionais, através de vários canais, como revistas, portais de conteúdo, webinars e redes sociais. A empresa organiza desde 2011, anualmente, a maior e mais importante conferência e feira do setor, a MundoGEO#Connect LatinAmerica, que acontecerá em 2017 paralelamente ao evento DroneShow LatinAmerica. Faz parte do grupo MundoGEO o Instituto GEOeduc de educação online, fundado em 2014 e que já conta com mais de 70 cursos e 3 mil alunos.