Sidebar

24
julho segunda

 As bolsas são divididas entre os Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu sediados no Estado

Resultado do Programa de Bolsas de Pós-Graduação criado por iniciativa do governador Marconi Perillo, um total de 234 estudantes matriculados nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (PPGSS) sediados em instituições do Estado foram selecionados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) para receber, a partir deste ano, bolsas de formação em nível de Mestrado e Doutorado.

O resultado da Chamada Pública nº 03/2017 – Bolsas de Formação de Mestrado e Doutorado foi publicado no Diário Oficial do Estado de Goiás (DOE) nesta quinta-feira, dia 20 de julho. O Resultado Final pode ser conferido no link:  https://goo.gl/KQdYj3

A iniciativa busca fomentar a formação de recursos humanos qualificados e fortalecer os PPGSS do Estado de Goiás, recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e implantados por iniciativa de Marconi. Do total de bolsas, 152 são destinadas a estudantes de Mestrado Acadêmico; 42 de Mestrado Profissional e 40 para estudantes de Doutorado.

As bolsas são divididas entre as instituições sediadas no Estado de Goiás, de acordo com o número de Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (PPGSS). São contemplados, assim, alunos da Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Estadual de Goiás (UEG), Instituto Federal de Goiás (IFG), Instituto Federal Goiano (IF Goiano), Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás), Centro Universitário de Anápolis – UniEvangélica, Universidade de Rio Verde (UniRV/Fesurv) e Centro Universitário Alves Faria (Alfa).

O número de bolsas concedidas aos PPGSS está condicionado ao limite de cotas previstas nesta Chamada, sendo até duas bolsas para os Programas que oferecem apenas a modalidade de Mestrado; uma bolsa para os Programas que oferecem apenas a modalidade de Doutorado; e uma bolsa de Doutorado e até duas bolsas de Mestrado para os Programas que oferecem as duas modalidades.

Os recursos para a concessão de bolsas são provenientes do Programa de Concessão de Bolsas de Pesquisa, Formação e Bolsas Tecnológicas (Fapeg Bolsas), com recursos do Tesouro Estadual. A bolsa de mestrado será concedida pelo prazo de 12 meses, no valor de R$ 1.350,00, podendo ser renovada de ofício pelo prazo máximo de até 12 meses.

Já a bolsa de doutorado será concedida pelo prazo de 12 meses, no valor de R$ 2 mil, podendo ser renovada de ofício pelo prazo máximo de até 36 meses. A renovação ou manutenção da bolsa dependerá do desempenho acadêmico por parte do bolsista.

A implementação da bolsa será feita por meio da assinatura do Termo de Concessão e Aceitação de Bolsa e do Plano de trabalho, que serão firmados entre a Fapeg, o proponente (bolsista), o orientador e o coordenador do PPGSS. As formas de liberação dos recursos, os direitos e as obrigações de cada um dos partícipes serão estabelecidos por meio deste documento, que também atesta ao bolsista sua comprovação da bolsa.

 Governador obteve do ministro Bruno Araújo garantia de repasses de recursos do programa para execução de obras nos municípios


 O governador Marconi Perillo acertou parceria inédita com o Ministério das Cidades para que os municípios de Goiás recebam aportes de recursos do Novo Programa de Aceleração do Crescimento Infraestrutura (PAC). A garantia foi obtida por Marconi junto ao ministro Bruno Araújo, e os recursos começarão a ser liberados, segundo o titular do Ministério das Cidades, entre agosto e setembro próximos.

Assim como Marconi instituiu com o Goiás na Frente Municípios, os recursos serão repassados diretamente para as prefeituras executarem as obras. A influência do governador em Brasília tem assegurado o aporte de recursos de diversos ministérios da Esplanada para Goiás. O Ministério das Cidades é uma das pastas com o maior número de parcerias em andamento, com destaque para os investimentos em moradia popular, por meio da Caixa.

Marconi dá um passo adiante em prol dos municípios ao assegurar mais recursos federais para as prefeituras. "O ministro Bruno Araújo é um grande parceiro de Goiás e nos atendeu prontamente em prol dessa parceria estratégica com os municípios", disse Marconi.

Nos próximos dias, o governador e o ministro reunirão suas equipes para discutir os valores e as áreas dos investimentos a serem feitos. "É uma complementação importantíssima, que se soma aos convênios que estamos celebrando com todos os prefeitos", afirma Marconi.

Com o Goiás na Frente Municípios, o governador está celebrando convênios com todos os 246 municípios do Estado. Dos R$ 6,6 bilhões em recursos públicos reservados para o Programa Goiás na Frente, R$ 500 milhões do Tesouro Estadual estão sendo repassados diretamente para os municípios, para que os prefeitos licitem e executem as obras segundo as demandas locais.

Marconi está percorrendo o Estado desde o início de junho para entregar e anunciar obras executadas pela administração estadual e assinar os convênios. Nesta sexta-feira o governador percorre Santa Isabel, Rialma, Ceres, Carmo do Rio Verde, São Patrício, Uruana e Rianápolis. Somente nesta semana, o Marconi está autorizando a liberação de R$ 55 milhões para os convênios com os prefeitos.

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado, questionou o patrimônio milionário do ex-presidente Lula após a revelação de que o petista teve mais R$ 9 milhões bloqueados em planos de previdência privada. O bloqueio foi revelado na quinta-feira (20/07) pela Brasilprev ao juiz Sérgio Moro. Para o senador, há incompatibilidade entre o patrimônio de Lula e a renda que pode ter acumulado no cargo da presidente.
“Me lembro bem que quando disputei a Presidência em 1989 e o confrontei em um debate. Lula me rotulou de latifundiário e candidato dos ricos. Hoje ele tem um patrimônio milionário que nem consegue explicar de onde veio. Não teve escrúpulo algum para corromper e assaltar o País”, lembrou.
Ronaldo Caiado também ironizou o suposto talento de Lula para acumular bens. “Se ele tem esse dom de transformar o salário de presidente em milhões, precisa ensinar essa mágica para os pobres que diz tanto defender. É mais um fato para consolidar o que o juiz Sérgio Moro falou: Lula é o político mais corrupto da história do Brasil”, afirmou.
Segundo matéria divulgada pelo O Globo, R$ 7,190 milhões estão depositados num plano de previdência empresarial de nome LILS Palestras, Eventos e Publicações, em aporte único em junho de 2014. O segundo é um plano individual de R$ 1,848 milhão.
Na opinião do democrata, há incoerência na crítica do presidente à reforma da previdência. “Lula é uma das vozes mais barulhentas contra a reforma da previdência mas investe o dinheiro do assalto ao País em previdência privada. Mais uma incoerência para sua longa lista”, disse.

Evento ocorrerá no dia 31 de agosto e deve contar com representantes da área de segurança pública, imprensa, movimentos sociais e outros setores da sociedade   

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) instaurou, no dia 30 de junho, inquérito civil para identificar as causas e os responsáveis por conflitos em manifestações sociais realizadas no território goiano. A investigação baseia-se em fatos relatados na imprensa regional e nacional sobre a primeira greve geral deste ano, ocorrida em 28 de abril, em que foram noticiadas práticas ilícitas diversas, como a depredação de patrimônio público e privado, bloqueio de ruas e rodovias com queima de pneus e formação de piquetes no acesso a veículos de transporte público.

Para a coleta de dados do caso, o inquérito determina a realização de audiência pública no dia 31 de agosto, na sede do MPF/GO. No evento, serão debatidas questões referentes a dificuldades, problemas e soluções, de acordo com os representantes dos órgãos e instituições que participarão do evento, sobre a organização e realização de manifestações sociais e protestos em Goiás, a fim de apurar ações ou omissões ilícitas da União, do Estado de Goiás, de organizações da sociedade civil e de movimentos sociais. As inscrições para a audiência pública poderão ser feitas entre os dias 1° e 20 de agosto (clique aqui e leia o edital).

Os órgãos e entidades notificadas a comparecer à audiência representam o setor de segurança pública (Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás e Superintendência Regional da Polícia Rodoviária Federal no Estado de Goiás), o setor privado (Confederação Nacional de Transportes, Confederação Nacional da Agricultura e Confederação Nacional da Indústria), a imprensa (Associação Brasileira de Imprensa e Associação Nacional de Jornais), os movimentos sociais (Movimento Brasil Livre e Vem pra Rua) e a União (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República).

Segundo o procurador da República Ailton Benedito, que cuida do caso, a partir das grandes manifestações sociais no Brasil, ocorridas em junho de 2013, deu-se início a histórico de conflitos entre manifestantes e forças de segurança pública, em que o cidadão tem sido prejudicado no exercício de seus direitos à integridade pessoal e patrimonial, à segurança pública, à locomoção, à associação e reunião pacífica e ao trabalho. “As populações das cidades atingidas não têm os seus mencionados direitos fundamentais sequer considerados, malgrado sejam sempre convocadas a pagar pelos prejuízos sofridos, direta ou indiretamente”, argumenta o procurador.

Clique aqui para ler a portaria que instaura o Inquérito Civil.

A Vila São José Bento Cottolengo, em Trindade, teve uma manhã diferente nesta quinta-feira, 20. A unidade recebeu com música, em sua capela, a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Valéria Perillo. Ela esteve na entidade acompanhada do diretor geral da OVG, o major Anderson Augusto Tavares de Souza, e do presidente da Agehab, Luiz Stival, para entregar R$ 80.000,00, de um convênio total de R$ R$ 440.000,00.

O valor entregue corresponde à segunda parcela do Cheque Mais Moradia, modalidade Comunitário, programa do Governo de Goiás, coordenado pela Agência Goiana de Habitação (Agehab). Do total de recursos repassados, R$ 60.000,00 serão para a construção de uma unidade de internação de longa permanência, R$ 10.000,00 para reforma da central de material esterilizado e R$ 10.000,00 para reparação da piscina de fisioterapia.

Em abril, a Agehab entregou a primeira parcela do convênio, também no valor de R$ 80.000,00. Deste montante, R$ 30.000,00 foram utilizados na ampliação da recepção da fisioterapia e R$ 50.000,00 na construção de duas unidades de internação destinadas a pacientes com deficiência severa. Após a entrega de recursos nesta quinta-feira, Valéria Perillo visitou as novas alas da São Cottolengo.

 A irmã Ana Maria Peixoto, tesoureira da unidade e membro da diretoria, fez um agradecimento especial a Valéria pelo carinho dedicado aos pacientes da instituição. “A senhora sempre tem um gesto de carinho, um sorriso e palavras de amor para nossos pacientes. Isso faz com que eles se sintam incluídos na sociedade, lhes devolve a dignidade”, disse.

Já o diretor administrativo da Vila São Cottolengo, Padre Everson de Faria Melo, lembrou que os convênios firmados foram autorizados pelo governador Marconi Perillo, um ano atrás, durante a inauguração da lavanderia da unidade, construída com recursos de emenda parlamentar do próprio Marconi, quando era senador. “Hoje é o Dia do Amigo. Não haveria data mais especial do que essa para recebermos quem nos tem dado um apoio tão grande e de modo tão especial”, frisou o padre.

 Dois pacientes pediátricos da Vila, Maria Vitória e Yank, entregaram flores em agradecimento a Valeria Perillo. Ela disse que sempre que vai à instituição se sente feliz e com o coração cheio de boas energias. “Aqui a gente encontra a fé e vê exemplos de vida e de solidariedade. Nos sentimos gratificados pela parceria com essa instituição referência em qualidade de atendimento e humanização”. Valéria Perillo aproveitou a oportunidade para agradecer também a homenagem da Vila São Cottolengo à OVG, que em junho passado recebeu pela terceira vez o prêmio “Parceiro do Bem”.

 A Vila São Cottolengo - A Vila São José Bento Cottolengo é um hospital filantrópico, fundado em 11 de fevereiro de 1951. Administrada pelos Padres Redentoristas e pelas Irmãs Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, a instituição tem a missão de promover vida com qualidade para a pessoa com deficiência e em situação de vulnerabilidade social.

Em período integral, a Vila presta assistência a 365 pacientes com deficiências múltiplas e realiza cerca de 2.400 atendimentos ambulatoriais e educacionais diariamente. O trabalho é fruto de convênio com o SUS e de doações.

O Programa Justiça Terapêutica, do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) foi pré-selecionado para concorrer ao Prêmio Innovare 2017. Na útilma quarta-feira (19), a juíza Maria Umbelina Zorzetti, idealizadora do programa, recebeu o representante do Instituto Innovare, Altivo da Silva, para uma visita de acompanhamento, com o objetivo de verificar e adicionar dados do projeto.

A psicóloga coordenadora de equipe do Justiça Terapêutica, Thaíssa Moiana, informou que o programa foi criado em 19 de outubro de 2010, devido à preocupação dos magistrados da Justiça Criminal goiana com o número elevado de usuários de drogas dentre os infratores. No mesmo ano, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou o Provimento nº 4 de 2010, determinando que todos Tribunais deveriam ter uma proposta, uma equipe, para atender os usuários de drogas incursos no artigo 28 do Código Penal, afim de criar medidas educativas para esses infratores.

Segundo Thaíssa, o programa só foi inscrito para concorrer ao prêmio agora porque ele ainda estava sendo construído, tentando buscar um formato realmente efetivo, de baixo custo para o TJGO e com alto impacto. Ela disse que agora o programa está maduro, tendo conseguido comprovar sua importância e eficácia

"Essa etapa de visita do Prêmio Innovare já é uma valorosa conquista, porque ele é hoje um dos principais termômetros de boas práticas dentro do Judiciário. Então, ter esse reconhecimento, essa valorização, é um certificado da importância do programa na construção de uma justiça restaurativa, de uma sociedade justa, de um Judiciário mais célere e menos congestionado", contou Thaíssa. Após pré-selecionado, o programa agora será julgado por uma turma do Instituto Innovare, onde dois projetos serão selecionados como finalistas.

Justiça Terapêutica

20-JustiçaTerapeutica 2O Justiça Terapêutica busca soluções para a problemática das drogas, da violência e da criminalidade, tendo como missão estar com pessoas, por meio de processos reflexivos e educativos, no resgaste de sua autonomia. O participante geralmente é encaminhado pelo juiz e pelas demais equipes psicossociais da Justiça Criminal. Ele também pode ser voluntário, mas, para isso, a pessoa precisa ter um processo criminal. Caso não tenha, o participante é acolhido e encaminhado, mas o TJGO não o acompanha. Se houver um processo criminal, ele é inserido no programa voluntariamente e o juiz responsável é informado.

"Toda nossa prática é baseada no princípio da Justiça Restaurativa, para que possamos oferecer a esse infrator, a sociedade, a sua família e, sempre que possível, a vítima do delito condições de restauração efetiva. O programa não tem um trabalho de tratamento, somos um serviço de mediação entre o Judiciário e a sociedade. Nosso trabalho é de acolhimento, reflexão, autoresponsabilidade e educação. O programa em si não assume nenhum tipo de tratamento, mas ele promove esse vínculo através de práticas restaurativas, técnicas de psicologia, serviço social e musicoterapia, para que possamos alcançar esse participante", explicou a psicóloga.

Ainda de acordo com a Thaíssa Moiana, nesses quase 7 anos de atuação, o Justiça Terapêutica atendeu mais de 3,2 mil pessoas, atualmente são cerca 560 pessoas mensalmente, e 84% dos participantes que aderíram e cumpriram regularmente o programa não se envolveram novamente em novas ações penais. O Justiça Terapêutica possui oito profissionais, das áreas de psicologia, assistência social, musicoterapia e direito, contando também com dez estagiários.

Sistema de Postagem Eletrônica

O programa Sistema de Postagem Eletrônica, do juiz auxiliar da Presidência Ronnie Paes Sandre, também foi pré-selecionado para concorrer ao Prêmio Innovare 2017. A iniciativa se destina a agilizar e economizar nas citações, intimações e notificações realizadas no âmbito dos juizados especiais da capital.

(Fonte: Centro de Comunicação Social do TJGO)

Ao receber o resultado reagente para sorologia do vírus HIV, um paciente de Goiânia relatou ter sofrido enorme abalo emocional que culminou no término de seu casamento e no afastamento familiar e social. Contudo, ao procurar um infectologista para iniciar o tratamento, repetiu o exame em outros dois laboratórios e se surpreendeu novamente: o primeiro diagnóstico tratava-se de um falso positivo. Por causa disso, ele acionou o Laboratório Núcleo, responsável pelo primeiro teste, e conseguiu o direito à indenização por danos morais, arbitrada em R$ 20 mil. A decisão é da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO).

Conforme ponderou o relator do voto – acatado à unanimidade –, desembargador Jeová Sardinha de Moraes, a empresa ré falhou ao não informar corretamente o autor sobre a metodologia empregada e os possíveis resultados. “A prestação de serviços por profissionais da área da saúde pressupõe o cumprimento de uma série de deveres específicos, dentre eles o de informação e esclarecimento, que tem como fundamento a boa-fé objetiva que regula as relações obrigacionais”.

A relação estabelecida entre laboratório e paciente é regulada pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC) e, por causa disso, a clínica, “na condição de prestadora de serviço, responde pelos danos causados aos seus pacientes, sem que se perquira acerca da culpa (artigo 14), que prevê a responsabilidade objetiva pelo fato do serviço”.

Segundo exame arrolado aos autos, o Laboratório Núcleo apresentou laudo reagente para anticorpos anti-HIV1/HIV2 e, abaixo do resultado a seguinte informação “este exame pode, embora raramente, apresentar resultado falso-negativo e falso-positivo, que é característica do método. OBS: Exame repetido e resultado confirmado em nova amostra”.

Para Jeová Sardinha de Moraes, a ressalva não tira a responsabilidade do diagnóstico emitido. “O que se verifica é o resultado de um exame que provoca um efeito efetivamente terrível para qualquer pessoa. Por isso, não se pode admitir o questionado proceder do laboratório. Feito o exame, apresentado o resultado com a conclusão errada, segue-se o efeito devastador para a pessoa até que se demonstre o contrário”, ponderou o relator.
(Fonte: Lilian Cury – Centro de Comunicação Social do TJGO)

Decisão garante pagamento de piso salarial

Em resposta à ação movida em 2015 pela promotora de Justiça Sólia Maria de Castro Lobo, o juiz Nickerson Ferreira condenou o município de Inhumas a pagar a todos os professores municipais a diferença entre o que receberam e o valor que deveriam ter recebido se a administração municipal tivesse obedecido o piso salarial para a categoria, no período de 27 de abril de 2011 a dezembro de 2012.

De acordo com a ordem, caberá ainda à administração municipal atualizar anualmente o piso salarial dos profissionais do magistério público da educação básica, conforme prevê a legislação, incluindo a previsão desse pagamento no orçamento do município para os anos de 2018 e seguintes.

O caso 
A promotora ingressou com a ação depois de ter recebido uma representação dos professores da rede pública de Inhumas informando sobre o descumprimento reiterado da Lei Nacional do Piso Salarial dos Professores pelo governo municipal.
Na época, o chefe do Executivo limitou-se a expor que ele estava cumprindo a lei que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), sem explicar a situação apresentada pelos trabalhadores.

A promotora, então, oficiou o Ministério da Educação para esclarecimentos sobre a questão, sendo informada que, independente do que dispõe essa lei, a obrigação de pagamento atualizado do piso salarial dos professores deveria ser cumprida.
Assim, foi recomendada ao município a observância do piso, conforme indicado pelo próprio Ministério da Educação, orientação ignorada pelo gestor, que apenas apresentou argumentos inconsistentes e em oposição à legislação, o que motivou a propositura da ação.

(Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

 

Unidade, que já está funcionando dentro do Lozandes Shopping no Setor Park Lozandes, foi inaugurada nesta quinta-feira (20) pelo governador Marconi Perillo. Moradores da região terão acesso mais rápido e fácil à órgãos públicos como da Saneago, Detran, Sefaz, Ipasgo e outros. Capacidade será de 1.500 atendimentos por dia


Moradores dos bairros da região leste de Goiânia já contam com uma nova comodidade na hora de acesso a serviços públicos. O governador Marconi Perillo inaugurou nesta quinta-feira (20) a 10ª do Vapt Vupt em Goiânia, que já está funcionando numa área 419 m² dentro do Lozandes Shopping, no setor Park Lozandes. 

A unidade, que receberá o nome de Vapt Vupt Lozandes e terá capacidade para atender 1.500 pessoas por dia, inicialmente funcionará das  8h às 18h, mas segundo seu coordenador, Silfarnei Ribeiro de Mendonça, a intenção é de que em breve o serviço funcione das 7h às 19h.

Ao discursar durante a solenidade de inauguração, o governador Marconi Perillo destacou que a região leste está em pleno desenvolvimento, mas necessita de um Vapt Vupt, que concentra, segundo o mandatário estadual, todos os serviços essenciais à vida moderna, não apenas do Estado, mas também de outros entes federativos, como União e Municípios. Marconi lembrou que criou o Vapt Vupt em seu primeiro mandato como governador, entre 1999 a 2003, inspirado no programa “Poupa Tempo” do então governador de São Paulo Mário Covas. “É impressionante o quanto eu recebo de elogios de pessoas comuns, do povo, que, ao visitarem uma unidade do Vapt Vupt, se sentem como se estivessem numa loja de um grande país civilizado europeu ou dos Estados Unidos”, afirmou Marconi.

O governador destacou ainda que ao longo dos anos, o programa em Goiás se desenvolveu bem mais do que o de São Paulo. Enquanto São Paulo com uma população de quase 45 milhões de pessoas possui 30 unidades do Poupa Tempo, Goiás com quase 7  milhões de habitantes já possui 79 unidades. 

De acordo o coordenador da unidade, Silfarnei Ribeiro de Mendonça, quem for ao Vapt Vupt, que já está funcionando no Lozandes Shopping, poderá ter acesso a serviços dos seguintes órgãos: Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás (Sefaz), Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo), Detran e da Companhia Saneamento de Goiás S.A.(Saneago), além do serviço Multifuncional que está realizando o Cadastro de Pessoa Física (CPF).

O coordenador ainda informou que nos próximos meses serão oferecidos atendimentos da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSPGO) como a emissão de identidade, Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) e do Procon Estadual.

Comodidade
Karine Queiroz Silveira, diretora do Lozandes Shopping, explica que o funcionamento da nova unidade do Vapt Vupt no centro de compras foi pensada para trazer mais comodidade à população Local. “Agora além do shopping, os moradores da região terão mais essa vantagem de serviços com a chegada do Lozandes na região, que tem crescido e melhorado a cada dia que passa”, ressalta.  O empreendimento comercial que integra o complexo Lozandes Corporate Design, foi construído pela Queiroz Silveira Construtora e Incorporadora. 

A atendendente de loja, Miramar Barbosa, 43 anos, mora na região e conta que a nova unidade será muito positiva. “Antes não tínhamos nem lotéricas por perto, então será muito bom ter esses serviços mais próximos da gente”, avalia. Essa é a 10ª unidade do Vapt Vupt em Goiânia, e a 79ª em Goiás.  A previsão é de que até o final de 2018 sejam 100 unidades em todo o Estado.



Sobre o Lozandes Shopping

Um empreendimento da Queiroz Silveira Construtora e Incorporadora, o Lozandes Shopping integra o Complexo Corporativo Lozandes Corporate Design e possui 47 lojas. O centro de compras já abriga marcas como Cacau Show, Giraffas, Chopp Brahma, Banco Sicoob Credijur, Sweet Home, Luxie Beauty Spa & Barber, EcoGyn Lavagem Ecológica, ByebyePaper, Best Açai, entre outras. Além das lojas, que chegam a 450m², o shopping também possui a possibilidade de quiosques, atendendo a modelos de negócios diversificados com metragens de a partir de 12m².A expectativa é de que três mil pessoas circulem pelo shopping Lozandes que está localizado na Av. Olinda com Av. PL 3,nº 960 no Park Lozandes. O Lozandes Corporate, mixed use do qual o shopping faz parte, conta com 830 unidades imobiliárias e quase 90 mil metros de área construída, com 1,1 mil vagas de estacionamento.

Apreensão ocorreu durante operação de fiscalização em áreas de lazer da cidade. Local foi autuado e tem dez dias para apresentar defesa junto ao órgão

O Procon Goiânia apreendeu na manhã desta quinta-feira, 20, mais de 400 quilos de carnes impróprias para o consumo em um clube do Setor Faiçalville, na região Sudoeste da Capital. A apreensão ocorreu durante uma operação em clubes da cidade. De acordo com o superintendente do órgão, José Alício de Mesquita, o objetivo da operação é inibir práticas que infrinjam o Código de Defesa do Consumidor.

“O trabalho de fiscalização foi motivado pelo intenso movimento em clubes e áreas de lazer nesta época do ano. No primeiro momento, visitamos clubes da região Norte. Em seguida, a equipe de fiscalização seguiu para a região Sudoeste, onde realizou a apreensão desses alimentos impróprios para o consumo”, explica José Alício.

Ainda de acordo com o superintendente do Procon Goiânia, os funcionários do clube informaram aos fiscais que a câmara fria do local estava danificada. “Por esse motivo, os alimentos estavam mal acondicionados. Diante da apreensão, o estabelecimento foi autuado”, informa José Alício. Agora, o clube tem dez dias para apresentar defesa junto ao órgão. Multas para esses casos variam entre R$ 400 e R$ 9 milhões.

O superintendete do Procon Municipal salienta que o órgão está à disposição da população de Goiânia para registrar reclamações e que, ao longo do ano, realizará inúmeras operações para defender o direito dos consumidores. “Estamos sempre disponíveis para registrar as denúncias dos cidadãos. Para isso, eles devem procurar a nossa sede, que fica na Avenida Tocantins, número 191, no Setor Central, ou entrar em contato pelo telefone 3524-2337”, finaliza.

Fonte: Ascom Prefeitura de Goiânia

Reunião aconteceu no Palácio Pedro Ludovico Teixeira na tarde dessa quinta-feira, 20, e foi acompanhada por secretários das duas esferas de governo
 

O prefeito Iris Rezende, acompanhado dos secretários municipais Samuel Almeida (Segov), Agenor Mariano (Seplanh), Paulo Ortegal (Chefe de Gabinete) e Fernando Meirelles (Cmtc), se encontrou hoje, 20, com o governador de Goiás, Marconi Perillo. A reunião aconteceu no Palácio Pedro Ludovico Teixeira e teve como pauta o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia.

Já no início da reunião, o prefeito Iris Rezende destacou sua preocupação com o transporte coletivo e propôs a Marconi Perillo a criação de uma comissão com representantes do município e do Estado para implantação de novas linhas entre os bairros de Goiânia e de linhas intermunicipais. “É fundamental, no entanto, que essas novas linhas não onerem os usuários goianienses”, lembrou .

 Além do transporte coletivo, os chefes dos executivos municipal e estadual falaram também sobre a Saneago. O governador Marconi Perillo garantiu ao prefeito que a estatal não corre o risco de ser privatizada e para reforçar seu compromisso pediu ao prefeito que indique um nome para compor o Conselho Administrativo da empresa. 'E quero dizer ainda que estamos abertos à sua orientação no que diz respeito a Saneago. Acredito que um dia a privatização deverá ser discutida, mas eu não vou abrir este diálogo e não vou privatizar”, reforçou Perillo.

 Em clima de descontração, Iris Rezende brincou com o governador ao cobrar recursos do Goiás na Frente, programa do governo Estadual que tem firmado convênios com as prefeituras goianas. 'Goiânia já está enciumada por ficar de fora da distribuição destes benefícios', afirmou em tom descontraído. Em outro momento do encontro, o prefeito discutiu com o governador parcerias para execução de projetos da prefeitura, entre eles a continuação da Avenida Leste-Oeste. Iris Rezende afirmou ao governador que vai compartilhar o projeto com o governo Estadual para que o Estado possa contribuir com recursos para a obra.

 A reunião durou cerca de 50 minutos e ao final o prefeito cobrou do governo de Goiás uma maior colaboração financeira para a Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC) e ouviu do governador a garantia de que todos os esforços do governo Estadual serão dispensados para garantir uma prestação de serviços de qualidade para a população da região metropolitana de Goiânia

Fonte: Ascom Prefeitura de Goiânia
 

Coordenador do programa, vice-governador afirma durante lançamento no Conjunto Vera Cruz II que iniciativa gera “ciclo virtuoso” para a economia, com geração de milhares de empregos. “Estamos fazendo política com amor e responsabilidade”, diz. Serão construídas 30 mil moradias até o final de 2018

 
“Esta é a vertente social do Governo do Estado pautada pela solidariedade e pela ajuda aos que mais precisam”, disse o vice-governador José Eliton durante lançamento do Goiás na Frente Habitação, destinado à construção de 30 mil moradias populares nos 246 municípios goianos. Coordenador do programa, ao lado do governador Marconi Perillo, ele ressaltou as qualidades de uma iniciativa que “ampara e protege”.
 
O evento foi realizado na tarde desta quinta-feira (20/07) no Conjunto Vera Cruz II, ao lado do Residencial Nelson Mandela, em Goiânia. Foram assinados convênios com os 56 primeiros municípios aptos a participar do programa por já terem apresentado as áreas para construção das moradias.
 
“Estas são ações que levam justiça social a cada canto do estado. Estamos fazendo política com amor e responsabilidade”, celebra José Eliton.
 
O vice-governador também disse que “o programa leva habitação para o homem do campo”. Segundo afirma, “é uma ação gigantesca que, além da garantir o sonho da casa própria, gera um ciclo virtuoso para a economia de Goiás”. José Eliton avalia que “veremos a geração milhares de empregos e Goiás, mais uma vez, será exemplo para todo o Brasil”.
 
José Eliton afirma que “o Goiás na Frente Habitação dá o direito para a família goiana construir um lar”. Segundo ele, “é isso que nos move a seguir na política”. O governador Marconi, diz, “é exemplo para a nação brasileira”.
 
Os 56 primeiros municípios beneficiados representam todas as regiões de Goiás, e terão 10.253 unidades habitacionais com investimento de R$ 1 bilhão. O Goiás na Frente Habitação prevê, no total, a construção de 30 mil casas nos 246 municípios até o final de 2018.
 
O Goiás na Frente Habitação envolve a apresentação das áreas pelas prefeituras e a liberação de recursos pelo governo estadual (por meio do Cheque Mais Moradia), e pelo governo federal, por meio da Caixa Econômica Federal. Os recursos serão liberados ao longo deste ano e do ano que vem.
 
Com o programa Casa Legal, a Agehab atua desde 2011 para regularizar mais de 100 bairros em 52 municípios. Já foram entregues 17,5 mil escrituras do Casa Legal até agora. Outras 30.130 escrituras estão em andamento na Agehab.

André Rocha recebe na próxima segunda-feira (24) os representantes do setor sucroenergético de vários estados brasileiros para reunião do Fórum Nacional Sucroenergético.


Presidentes e diretores executivos de entidades ligadas ao setor sucroenergético nacional vão se reunir na próxima segunda-feira (24) para definir estratégias e estabelecer metas para o Fórum Nacional Sucroenergético, dirigido pelo presidente-executivo dos Sindicatos da Indústria de Fabricação de Açúcar e de Etanol do Estado de Goiás (Sifaeg/Sifaçúcar), André Rocha.

Homenagens

No dia seguinte, terça-feira (25), os presidentes e diretores executivos das entidades serão condecorados pelo governador Marconi Perillo com a Ordem do Mérito do Anhanguera, a mais alta comenda do Estado. 

Entre eles está o Presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar /PE), Renato Augusto Pontes Cunha; o Presidente do Sindicato da Indústria da Fabricação do Álcool do Estado de Mato Grosso do Sul (Biosul), Roberto Hollanda Filho, a Diretora-Presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Elizabeth Farina; o Presidente-Executivo da União dos Produtores de Bioenergia (Udop), Antônio Cesar Salibe; além do Presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas do Estado de Minas Gerais (Siamig), Mário Ferreira Campos Filho . O agraciamento será durante a solenidade de transferência da capital para a cidade de Goiás.

 

A atração gratuita abre as atividades do evento voltado para o mundo digital

O Aparecida Shopping recebe no dia 21 de julho a abertura do 1º Festival Córtex: Experiências Digitais, com a exposição virtual “Conheça sua cidade”. A atração, assim como as outras da programação do evento, tem o objetivo de fomentar a cultura digital e promover a interação do público com o mundo da tecnologia.

Até o dia 30 de julho, das 14h às 22h, o público vai poder visitar gratuitamente a atração que proporciona uma experiência de passeio turístico virtual em 360º por Aparecida de Goiânia. “Após colocar os óculos de realidade virtual (VR), os visitantes poderão se deslocar no ambiente e até ver informações da região”, explica Leonardo Alves, desenvolvedor do programa utilizado na mostra.

Enquanto uma pessoa explora a cidade, as outras vão poder acompanhar tudo que está sendo visto através de telões que estarão instalados no espaço da exposição. Dentre os pontos da cidade de Aparecida que poderão ser explorados virtualmente estão a Igreja da Matriz, CEU das Artes Orlando Alves Carneiro e Monumento às Nações Indígenas.

A exposição “Conheça sua cidade” é realizada pela Prefeitura de Aparecida e parceiros, como o objetivo de valorizar os pontos visitados e resgatar a identidade cultural do município de Aparecida. A programação completa e informações sobre outros lugares que recebem o evento podem ser acessados pelo site eventos.aparecida.go.gov.br/córtex.

Serviço
O que: Exposição “Conheça sua cidade”
(Tour digital com óculos de realidade virtual e imagens 360°)
Quando: De 21 a 30 de julho, das 14h às 22h
Onde: Aparecida Shopping (andar térreo) 
Av. Independência, Área 1, Setor Serra Dourada, Aparecida de Goiânia