Sidebar

24
setembro domingo

TJ nega pedido e Guilherme continua afastado da Complem

Typography
O juiz  Dr. Delintro Belo de Almeida Filho indeferiu o pedido de efeito suspensivo da sentença que afastou Joaquim Guilherme da presidência da Complem e garantiu novas eleições na cooperativa. Em seu relatório, o juiz entendeu que Guilherme estava mesmo inelegível à época do pleito tendo maculado assim as eleições. Portanto, haverá novas eleições nas cooperativa estando o  Conselho Fiscal  à frente da gestão enquanto ainda não se elege novos mandatários. O magistrado deixa claro que apenas Guilherme não poderá mais se candidatar, mas que toda a chapa vencedora poderá tentar mais uma vez. Uma das críticas que vem sendo feito na cidade pelos cooperados é o fato de Joaquim Guilherme ter usado a cooperativa para se defender em juízo, não um advogado pessoal, provando que ele continua confundindo o que é dos cooperados com o que é dele.